Anvisa manda apreender lotes do medicamento Hormotrop

Remédio deverá ser inutilizado após fabricante informar que há unidades falsificadas do medicamento no mercado

Brasília – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão e inutilização, em todo o País, dos lotes CC21236 e CC21237, que se encontrem em estabelecimentos que não sejam órgãos públicos, do medicamento Hormotrop (somatropina), apresentação de 12 UI Pó Liófilo Injetável.

A ordem está presente em resolução publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 16.

O Hormotrop é destinado ao tratamento de crianças com problemas de crescimento, causados pela deficiência do hormônio de crescimento.

A Anvisa explica que o Laboratório Químico Farmacêutico Bergamo Ltda, que é a empresa detentora do registro do Hormotrop, informou que há unidades falsificadas do medicamento disponíveis no mercado. Os lotes legítimos foram distribuídos apenas para órgãos públicos.

Também foi suspensa a fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso do produto “coletor de perfuro-cortantes” fabricado e comercializado pela empresa JSM Indústria e Comércio de Produtos Manufaturados Ltda.

A Anvisa explica que o produto está sendo comercializado sem o devido registro na agência.

O produto Deslip (chytosan + associações), utilizado como emagrecedor, também foi suspenso.

Segundo a Anvisa, o produto não possui registro e a embalagem cita a Fitobras – Indústria e Comércio de Produtos Fitoterápicos como fabricante, mas não informa o endereço da empresa. Além disso, o número do CNPJ é inválido.