Anvisa avalia novo visual do maço de cigarro

A partir de janeiro de 2016, 30% da frente da embalagem deverá ser ocupada com uma frase de advertência sobre os riscos do tabagismo

Brasília – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve avaliar nesta quinta-feira, 5, proposta que definirá o novo visual dos maços de cigarro.

A partir de janeiro de 2016, 30% da frente da embalagem deverá ser ocupada com uma frase de advertência sobre os riscos do tabagismo.

Atualmente, as mensagens são estampadas na parte de trás. A discussão deve definir qual será a frase.

Uma das propostas é a de que todos os maços estampem: “Fumar causa câncer – pare de fumar”.

Abaixo da frase, viria o símbolo do Disque Saúde, serviço que oferece orientações para quem deseja parar de fumar.

Uma das ideias iniciais era a de que a Anvisa também determinasse mudança nas imagens de advertência, que estão na parte de trás das embalagens.

Para grupos antitabagistas, elas estão desatualizadas e, por estarem há anos em exposição, já não provocam o mesmo impacto. A ideia, porém, foi adiada.

A alternativa é realizar as alterações por etapas. Na primeira fase, ocorrerá apenas a definição da frase. Depois de aprovada, a proposta será colocada em consulta pública por dez dias.

Frases de advertência são consideradas cruciais por entidades antitabagistas. Estudos mostram que tornar a embalagem menos atrativa evita o surgimento de novos fumantes.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.