Anthony Garotinho iniciou greve de fome na prisão

O advogado do ex-governador, Carlos Azeredo, informou que está a caminho da penitenciária, onde pretende conversar com seu cliente

Rio, 15 – A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) confirmou nesta sexta-feira, 15, que o ex-governador Anthony Garotinho não aceitou as refeições oferecidas hoje em Bangu 8, onde está preso.

A notícia que circulou desde cedo é de que Garotinho teria escrito uma carta à direção do presídio, informando da decisão de parar de comer.

O advogado do ex-governador, Carlos Azeredo, informou que está a caminho da penitenciária, onde pretende conversar com seu cliente.

Esta não seria a primeira vez que Garotinho faz uma greve de fome. Em 2006, ele lançou mão do mesmo recurso após denúncias de irregularidades em sua pré-campanha à Presidência da República.