Anac: cada aeroporto será de um único dono

Segundo a agência de aviação civil, no entanto, um mesmo grupo não poderá ficar à frente de mais de um aeroporto

Brasília – O diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo Guaranys, explicou hoje, que um mesmo consórcio poderá participar dos leilões dos três aeroportos (São Paulo, Brasília e Campinas) que serão concedidos pelo governo à iniciativa privada. Apesar disso, um mesmo grupo não poderá ficar à frente de mais de um aeroporto. “Cada aeroporto deve ser de um dono diferente, ainda que possam concorrer a todos”, afirmou Guaranys.

De acordo com o diretor-presidente, a intenção do governo com essa cláusula é garantir a competitividade do setor. “Queremos que mais pessoas utilizem transporte aéreo”, disse. O presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Vale, salientou que a situação da concessão é nova para todos. “Tem tudo para dar certo. Vai dar certo, vocês podem ter certeza absoluta”, disse ele.