Amorim assinará acordo para empregar Forças Armadas na Maré

A assinatura será no sábado (5) às 11h, no Comando Militar do Leste, centro do Rio

Rio de Janeiro – O ministro da Defesa, Celso Amorim, assinará o acordo para o emprego das Forças Armadas no Complexo da Maré com o próximo governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, que assumirá o cargo amanhã (4).

Sérgio Cabral renunciou para concorrer nas eleições de outubro. A assinatura será no sábado (5) às 11h, no Comando Militar do Leste, centro do Rio.

O emprego das Forças Armadas está amparado em decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff, segundo o conceito jurídico de Garantia da Lei e da Ordem, que confere poder de polícia aos militares.

A ocupação do Complexo da Maré, formado por 15 favelas, onde moram 120 mil pessoas, começou no último domingo (30), quando a região foi tomada por 1.500 homens das policias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal e por fuzileiros navais.

A missão deles foi preparar a entrada de 2.700 homens do Exército, da Marinha e da Polícia Militar, que permanecerão nas favelas até 31 de julho deste ano, data que poderá ser prorrogada, se houver pedido do governo do Rio.

A maior parte do efetivo é do Exército, que enviará 2.050 homens, que terão o apoio de 450 fuzileiros navais e de 200 policiais militares.