Alta de consumo eleva conta de água e esgoto em SP

A inflação de água e esgoto acelerou de 0,55% para 1,33%, da 2ª para a 3ª leituras do mês no âmbito do IPC, que, por sua vez, passou de 0,47% para 0,57%

São Paulo – A conta de água do paulistano está mais salgada este mês, mas não porque houve reajuste nas tarifas, mas sim porque o consumo aumentou, como mostram dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que apura a inflação na capital paulista.

De acordo com a Fipe, a inflação do item água e esgoto acelerou de 0,55% para 1,33%, da segunda para a terceira leituras do mês no âmbito do IPC, que, por sua vez, passou de 0,47% para 0,57%.

Segundo o gerente técnico de Pesquisas do IPC da Fipe, Moacir Mokem Yabiku, o aumento no consumo pode estar ligado ao aumento da temperatura nos últimos dias.

Conforme o economista, os sinais são de que consumidores que estavam obtendo bônus por economizar água deixaram de receber o desconto, enquanto outros passaram a ser multados por estarem exagerando no consumo.

“Provavelmente está relacionado com o calor. Muitos estão recebendo multas, mesmo não tendo ocorrido aumento oficial. Fica essa gangorra entre quem recebe bônus e quem está sendo multado”, avaliou.