Alckmin anuncia pacote de R$ 2,4 bi para municípios

Ao lado do prefeito Fernando Haddad (PT), Alckmin anunciou o pacote defendendo que é preciso trabalhar em conjunto, independentemente das bandeiras partidárias

São Paulo – Aos moldes do governo federal, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta quinta-feira um “pacote de bondades” aos 645 municípios do Estado, somando um total de R$ 2,4 bilhões em investimentos ao longo de seus últimos dois anos de mandato.

Em um evento que reúne, segundo o próprio governo, mais de 600 prefeitos no Memorial da América Latina, Alckmin anunciou a distribuição de caminhões, ambulâncias, compras de terrenos para construção de creches e moradia popular, reformas em postos de saúde, recuperação de estradas vicinais e até uma bolsa para idosos maiores de 80 anos no valor de R$ 100 mensais.

Ao lado do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), Alckmin anunciou o pacote defendendo que é preciso trabalhar em conjunto, independentemente das bandeiras partidárias, em benefício da população.

“É para ajudar as prefeituras nesse início, que estão em dificuldade financeira, para poder atender a população”, disse o governador, durante discurso. O prefeito petista, por sua vez, louvou a iniciativa do governador em reunir prefeitos e oferecer a possibilidade de interação com o governo estadual. “Passadas as eleições, nosso papel é construir consensos”, destacou o prefeito.

Quando chegam ao Memorial, os prefeitos recebem um kit com material sobre o programa do governo e circulam entre estandes das secretarias estaduais para se informarem. Todos os benefícios anunciados pelo governador nesta quinta dependem da adesão das prefeituras.

Na área da educação, Alckmin ofereceu terrenos para todas as prefeituras para construção de creches e anunciou a compra de ônibus escolares para todos os municípios.


Ainda nesta área, o governador anunciou a ampliação dos repasses estaduais para merenda escolar: hoje, as escolas recebem R$ 0,25 por aluno e passarão a receber R$ 0,50. E nas escolas de tempo integral, o valor subirá de R$ 0,36 para R$ 2,00.

Saúde

Na saúde, serão investidos R$ 290 milhões para reformas e compras de novos equipamentos para Unidades Básicas de Saúde (UBS). Além disso, Alckmin anunciou a compra de 500 novas ambulâncias para os municípios, com custo total de R$ 50 milhões. “Todos os municípios que ainda não receberam terão uma ambulância”, disse Alckmin.

Na área de acessibilidade, o governador ofereceu R$ 2 milhões em financiamentos a juros zero aos prefeitos interessados em investir em acessibilidade para deficientes. Já para a área de saneamento básico, o investimento total do governo do Estado será de R$ 126 milhões.

No setor de habitação, cidades com menos de 100 mil habitantes receberão recursos do governo estadual para compra de terrenos que servirão para construção de moradias populares da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).

Segundo Alckmin, serão liberados a fundo perdido R$ 80 milhões ou R$ 2 mil por unidade habitacional, a serem repassados para as prefeituras comprarem os terrenos.


IDH

No campo social, o governador informou aos prefeitos que as 100 cidades com menor índice de desenvolvimento humano (IDH) receberão recursos especiais do governo estadual para discutir políticas para melhorar a sua condição.

“É para sair da pobreza”, afirmou o tucano. Ainda na área social, Alckmin anunciou a ampliação da rede de atendimento dos centros de convivência de idosos e lançou o cartão Amigo do Idoso, voltado para maiores de 80 anos sem nenhuma renda fixa e que passarão agora a receber R$ 100 por mês. Segundo o governador, há aproximadamente 32 mil pessoas que devem ser beneficiadas.

No pacote, Alckmin anunciou um programa de recuperação de estradas vicinais de quase R$ 1 bilhão e a distribuição de caminhões para cidades abaixo de 50 mil habitantes, que podem ser para coleta de lixo ou caminhão basculante, conforme a necessidade da prefeitura.

O governador destacou no discurso que o governo estadual elegeu o caminhão porque o governo federal já está doando tratores aos municípios.