Alckmin “abre” colégio eleitoral e sai sem dizer em quem votou

"Todo poder emana do povo e em nome dele deve ser exercido. Hoje quem fala é o eleitor e nós devemos ouvir", disse o candidato

São Paulo – O ex-governador e candidato derrotado à Presidência Geraldo Alckmin, presidente nacional do PSBD, chegou às 8h em ponto no Colégio Santo Américo, seu local de votação no Morumbi, zona sul de São Paulo, e saiu sem responder em quem havia votado. Alckmin preferiu destacar a democracia em sua fala aos jornalistas.

“Todo poder emana do povo e em nome dele deve ser exercido. Hoje quem fala é o eleitor e nós devemos ouvir”, disse o candidato, que destacou que a democracia foi exercida “com o protagonismo de todos, através das redes sociais” e voltou a agradecer os votos obtidos no primeiro turno.

Acompanhe todas as notícias das eleições 2018

A fala foi em resposta à pergunta sobre quem ele havia votado. Após insistência dos jornalistas no tema, ele desconversou, dizendo que estava de motorista novo, apontando para sua mulher, dona Lu Alckmin.

Dentro do colégio, brincando com os jornalistas, Alckmin comentou que não avisou qual horário votaria, para evitar a imprensa, mas que não havia adiantado.

O tucano vê seu afilhado político, João Doria (PSDB), que ajudou a ser eleito prefeito, mas que agora insinua ser um “traidor”, disputar o segundo turno para governador contra seu ex-vice governador, Márcio França.