Aécio usa horário de Pimenta para se fortalecer em MG

Durante um minuto e 21 segundos o programa do ex-ministro tucano exibe o presidenciável conclamando os mineiros a aderirem ao seu projeto

Belo Horizonte – O esforço da campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de recuperar espaço entre o eleitorado de Minas, seu principal nicho eleitoral, levou o candidato a usar parte da propaganda eleitoral para o governo estadual com sua candidatura.

Durante um minuto e 21 segundos de um total de oito minutos e dezoito segundos o programa do ex-ministro tucano Pimenta da Veiga, que disputa o Executivo local, exibe o presidenciável conclamando os mineiros a aderirem ao seu projeto.

“Posso ser presidente da República em nome de Minas, da nossa história, dos nossos valores. Nunca precisei tanto de Minas e dos mineiros como preciso agora. Preciso do seu apoio, da sua solidariedade, do seu trabalho para juntos governarmos o Brasil”, afirma o senador no vídeo que foi veiculado no meio dos programas dedicados à campanha ao governo mineiro.

Em sua fala, Aécio faz referência a Juscelino Kubitschek afirmando que, apesar de a presidente Dilma Rousseff ser natural de Belo Horizonte”, há mais de 60 anos Minas não elege um presidente da República pelo voto direto”.

E continua pedindo novamente o “trabalho” da população para “resgatar esse sonho legítimo dos mineiros”.

“Mas para isso preciso muito do seu empenho”, diz o senador, que apenas na conclusão das declarações cita Pimenta da Veiga, dizendo que “a maior ajuda” que o eleitor pode dar a esse projeto “em favor de Minas e do Brasil” é o voto no candidato tucano ao governo estadual.

A legislação eleitoral permite que candidatos que disputem eleições nacionais, por exemplo, apareça em programas de candidatos locais do mesmo partido ou coligação, desde que seja pedindo votos para o candidato ao qual o espaço é dedicado.

Para Aécio, suas falas no programa de Pimenta se enquadram neste caso.

“Somos um só. Seria estranho se eu não estivesse no programa de Pimenta”, afirmou o senador, ao participar de encontro com representantes de centrais sindicais hoje em Belo Horizonte.

Segundo o presidenciável, ele apenas mostra que Pimenta representa a “continuidade de um governo sério, eficiente”.

Segundo o Ibope, Pimenta da Veiga tem 25% das intenções de voto no Estado, 19 pontos a menos que seu principal adversário, Fernando Pimentel (PT), que aparece em pesquisa divulgada no dia 23 – com margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos – com 44% da preferência do eleitorado.

O Ibope também mostrou que Aécio tem 31% das intenções de voto, contra 32% da presidente Dilma Rousseff.

“Estranho seria se as pessoas não identificassem Pimenta da Veiga como aquele que vai dar continuidade a esse projeto. E quanto mais eu puder dizer isso eu vou dizer”, afirmou o senador.

“Mas obviamente nos programas de governador e senador pede-se voto para governador e senador, senão estaríamos infringindo a lei”, concluiu.