Aécio rejeita ser vice de Serra e diz que cenário não mudou

São Paulo – Após uma temporada ausente do cenário político, o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB) recomendou que os tucanos controlem a ansiedade. Disse que mantém sua posição de concorrer ao Senado e de rejeitar o posto de vice na chapa encabeçada pelo pré-candidato à Presidência da República, José Serra.

“A minha decisão não pode ser tomada a partir de opiniões pessoais, até de boas intenções de alguns companheiros. Elas são legítimas, mas a minha decisão tem de ser tomada através de uma análise muito profunda que eu faço do cenário político. E estou absolutamente convencido de que a melhor forma de ajudar a dar a vitória ao governador (Antonio) Anastasia e ao companheiro e amigo José Serra é estando em Minas Gerais como candidato ao Senado”, disse Aécio a jornalistas.

A expectativa do PSDB em torno do nome de Aécio para ocupar a vice retornou após divulgação no sábado de pesquisa Datafolha que mostra empate entre Serra e a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, na corrida presidencial. Ambos têm 37 por cento das intenções de voto.

“Não houve nenhuma modificação no cenário, é preciso que essas ansiedades sejam contidas. Temos o melhor candidato e o melhor projeto para o país”, disse Aécio, prometendo que, como candidato ao Senado, dará seu “suor e sangue” para a vitória desse projeto.

O ex-governador repassou a responsabilidade da escolha de um vice à direção dos partidos aliados e ao próprio Serra. Ele participou de encontro com o governador Anastasia (PSDB) e o ex-presidente Itamar Franco (PPS).

Saiba mais sobre Aécio Neves ou Eleições 2010