Aécio: embate entre os candidatos ainda não começou

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), minimizou hoje os resultados da pesquisa CNI/Ibope divulgada ontem, que apontaram a redução da vantagem do possível candidato do PSDB à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra, sobre a pré-candidata do PT, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Para ele, as pesquisas são um “retrato do momento” e poderão mudar a partir do momento em que houver um embate entre os próprios candidatos.

Para ele, a campanha ainda não começou de fato e seria natural que a ministra crescesse nas intenções de voto. Ele ressaltou que o PT sempre teve um piso de 30% das intenções de voto, historicamente, mesmo nas eleições em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva perdeu. O governador mineiro defende que a partir de agora o PSDB passe a construir o seu discurso para o eleitorado, focando a agenda política nas reformas estruturais e também numa discussão efetiva sobre a reforma tributária.

“Temos de dizer à população porque agora vale a pena votar no PSDB e focar na agenda que não foi feita até hoje, uma nova agenda para o Brasil. A partir daí, acho que estamos muito competitivos porque temos um candidato de altíssima qualidade que é o governador José Serra.

Aécio participou hoje da inauguração da expansão do Centro de Manutenção da Gol Linhas Aéreas, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.