Aécio diz que oposição se recuperou no Norte-Nordeste

Para ele, as urnas indicam que há no Brasil a vontade de se debater um novo modelo de gestão dos recursos públicos

Manaus – O senador Aécio Neves (PSDB-MG), pré-candidato tucano à Presidência da República em 2014, afirmou na noite desta quarta-feira (24) que os resultados das eleições municipais mostram uma recuperação dos partidos de oposição nas Regiões Norte e Nordeste. O tucano passou nos últimos dois dias por três capitais onde correligionários disputam o segundo turno: Belém, Manaus e São Luiz. Para ele, as urnas indicam que há no Brasil a vontade de se debater um novo modelo de gestão dos recursos públicos.

“Nossa avaliação é que as eleições mostraram uma reinserção muito forte das oposições no Nordeste e no Norte do País. Estávamos fora dessas disputas quatro anos atrás. Já vencemos em duas capitais no Nordeste (Maceió e Aracaju). Estamos em cerca de dez disputas de segundo turno nessas regiões, todas com muita chance de vencer. Isso mostra que há espaço no Brasil para o contraponto, que há espaço no Brasil para discussão de um novo modelo de gestão”, afirmou o presidenciável tucano, ao chegar a Manaus.

Aécio veio à capital do Amazonas para participar, na noite de quarta-feira, de um comício de Artur Virgílio, líder da oposição no Senado durante o governo Lula e candidato a prefeito da cidade. O senador mineiro afirmou que a campanha de Virgílio tem caráter nacional e que sua vitória representará uma plataforma para a oposição em toda a região norte.


“A eleição em Manaus extrapolou em muito as fronteiras do município e do Estado do Amazonas. É uma eleição nacional. Seja pela importância da capital do Amazonas, mas em especial pela dimensão política de Artur Virgílio. Ele é uma das principais figuras políticas do País, com posições claras e firmes”, afirmou Aécio. “E nós, da direção nacional do PSDB, consideramos sua eleição algo de repercussão que não para nessa eleição. Esse mandato vai se refletir em todo Brasil pela sua extraordinária qualidade”, disse o senador mineiro.

O tucano lidera disparado a campanha em Manaus. Pesquisa contratada pela Rádio CBN Manaus divulgada nesta quarta-feira mostra Virgílio com 74,3% contra 24,7% de sua adversária, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que recebeu a presidente Dilma Rousseff para um comício na segunda-feira, o ex-presidente Lula para um outro comício no primeiro turno e que conta com o apoio do ex-governador e atual senador Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Senado.

O comício de Virgílio com Aécio reuniu cerca de 30 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, no bairro Alvorada, área carente da zona centro-oeste de Manaus. Além da participação do presidenciável mineiro, outros quadros do PSDB nacional compareceram ao evento na capital do Amazonas, como o deputado federal Rodrigo de Castro (MG), secretário-geral do PSDB, o senador Paulo Bauer (SC) e o governador de Roraima, José de Anchieta Júnior.

Em seu discurso, Virgílio procurou adotar um tom pacífico e chegou a elogiar Dilma. “Ela disse que trataria as pessoas de maneira republicana, mesmo as de oposição. E que os que estivessem ao lado dela, teriam mais facilidade. Eu não quero facilidade nenhuma. Basta que ela me respeite, porque eu a respeitarei”, disse o candidato tucano.

Em São Luís, Aécio foi levar apoio ao candidato João Castelo (PSDB), que disputa contra o governista Edivaldo Holanda (PTC), e em Belém, participou de ato com Zenaldo Coutinho (PSDB), adversário de Edmilson Rodrigues, que, apesar de ser do também oposicionista PSOL, recebeu apoio do PT, de Dilma e de Lula.