Aécio cobra investigação no Ministério dos Transportes

Escândalo no ministério ao afastamento de quatro dirigentes da pasta

Belo Horizonte – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) defendeu hoje uma investigação profunda sobre as denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes, que levaram ao afastamento de quatro dirigentes da pasta. “São muito graves as denúncias para ficar apenas no afastamento de algumas pessoas”, afirmou o tucano durante o velório do ex-presidente Itamar Franco, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte (MG).

“Não basta afastar as pessoas. É preciso uma investigação profunda e há instrumentos para isso”, completou Aécio, citando a Procuradoria da República. Profundidade na apuração das denúncias foi o que também defendeu o senador Clésio Andrade (PR-MG), presidente da Confederação Nacional dos Transportes, que classificou o caso, por enquanto, como uma “versão”.

Correligionário do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, Clésio disse que ele tem a confiança do partido “até que se prove o contrário”. “Com relação ao ministro Alfredo Nascimento, eu não acredito (nas denúncias). Acho que abaixo dele, se tiver culpados, têm que ser punidos”, declarou.

O senador afirmou ainda que é direito da oposição defender a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso, mas ressaltou que há outras formas “legítimas” de investigação. “A CGU (Controladoria Geral da União) tem todas as condições para isso, o Tribunal de Contas (também) tem”, disse.