Adiada votação de processo contra deputado Leréia

Na semana passada, deputados membros do Conselho rejeitaram o voto do então relator Ronaldo Benedet (PMDB-SC), que havia pedido a cassação do mandato de Leréia

Brasília – A sessão do Conselho de Ética e de Decoro Parlamentar prevista para o início da tarde desta quarta-feira, 28, que tinha por objetivo ler, discutir e votar o novo parecer do processo contra o deputado Carlos Leréia (PSDB-GO) foi adiada para a próxima quarta-feira, 4 de setembro. Leréia é acusado de participar do esquema do contraventor Carlinhos Cachoeira.

O relator do atual parecer é o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG).

Na semana passada, os deputados membros do Conselho rejeitaram o voto do então relator Ronaldo Benedet (PMDB-SC), que havia pedido a cassação do mandato de Leréia, sob o argumento de que fica “evidente a participação do parlamentar na intermediação dos interesses buscados por Carlinhos Cachoeira”.

Como o parecer de Benedet foi derrubado pelos parlamentares, o novo relator não mais poderá pedir a cassação do deputado tucano.

Mauro Lopes poderá pedir o arquivamento do caso ou penas alternativas – que podem ser advertências ou mesmo a suspensão temporária das prerrogativas parlamentares, entre outras.