Acordo facilitará entrada de brasileiros na Espanha

A partir de agora, a carta-convite exigirá apenas a identidade da pessoa que convida, a identidade da pessoa convidada e o endereço da casa onde o turista ficará

Brasília – Os governos do Brasil e da Espanha chegaram a um acordo para facilitar a entrada de brasileiros no país europeu. Entre os pontos acordados, está a diminuição das exigências na chamada carta-convite, que o turista precisa apresentar para comprovar estadia no país quando não ficar em um hotel.

A partir de agora, a carta-convite exigirá apenas a identidade da pessoa que convida, a identidade da pessoa convidada e o endereço da casa onde o turista ficará. Até hoje, o modelo exigido pelos espanhóis incluía até mesmo uma “prova de amizade ou parentesco” – uma foto, por exemplo – que poderia ser exigida pela autoridade de imigração.

Também foi definido o fim da exigência da carta para aqueles que não vão ficar na Espanha. Um dos maiores problemas enfrentados pelos brasileiros era que outros países europeus, como Suíça e Alemanha, pediam modelos muito mais simples que o espanhol e, em alguns casos, nem mesmo fazem essa exigência. A partir de agora, os turistas que não ficam na Espanha e não tenham a carta precisarão apenas registrar a identidade e o endereço do local onde ficarão.

Ficou ainda acertado que haverá uma linha direta entre as autoridades consulares e os responsáveis pela imigração para tratar de casos considerados injustos, onde claramente o visitante é turista mas, por causa de um detalhe, está sendo barrado. Ao mesmo tempo, será facilitado o acesso de representantes consulares às pessoas barradas dentro do local onde são mantidas e também aos locais de imigração dos aeroportos.

O acordo inclui, ainda, a possibilidade dos barrados terem acesso a sua bagagem quando ficarem mais de 24 horas no aeroporto, o que costuma acontecer em Barajas. No Brasil, normalmente os turistas impedidos de entrar são reembarcados no mesmo dia. Desde o dia 2 de abril, o Brasil passou a tratar com reciprocidade os espanhóis que tentam entrar no País. Apenas no primeiro mês, 30 foram barrados por não cumprir todas as exigências feitas pelo governo brasileiro, as mesmas cobradas dos espanhóis. Do outro lado, 11 mil brasileiros foram barrados na Espanha desde 2007.