A 100 dias da Copa, Felipão e Dilma falam sobre o evento

'Os brasileiros estão prontos para mostrar que sabem receber bem os turistas e contribuir para que esta seja a Copa das Copas", disse a presidente Dilma

São Paulo- – Uma mensagem dirigida aos estrangeiros por parte do técnico da seleção brasileira Felipão e outra da presidente Dilma Rousseff, além de uma iluminação especial com as cores verde e amarelo nos principais pontos turísticos do país, marcam nesta terça-feira a contagem regressiva dos 100 dias para o início da Copa do Mundo.

‘Brasil é um país que recebe todos de forma carinhosa. Nosso povo sabe como tratar as pessoas, principalmente os estrangeiros’, disse Scolari em mensagem divulgada hoje pela Presidência do Brasil.

De acordo com o treinador, depois do Mundial, que será realizado em 12 cidades entre os dias 12 de junho e 13 de julho, os estrangeiros ‘verão o Brasil como um país para visitar muitas vezes.’

‘Eles irão gostar tanto do Brasil que voltarão aqui tranquilamente. Poderão desfrutar de muitas coisas excelentes em qualquer lugar do país com nossa diversidade’, acrescentou o treinador.

A presidente Dilma também aproveitou a data e comentou sobre os andamentos das obras para a Copa do Mundo. ‘Turistas serão beneficiados com a ampliação de aeroportos, mais conforto e agilidade. Com mais infraestrutura, o turismo sairá ganhando não só na Copa, mas também em épocas como o Carnaval’, disse Dilma, que ainda falou sobre a luta contra o racismo.

‘Os brasileiros estão prontos para mostrar que sabem receber bem os turistas e contribuir para que esta seja a Copa das Copas. A competição se tornou mais que um torneio de futebol. Ela é a Copa pela paz e a Copa contra o racismo’, tuitou a presidente.

A Presidência ainda anunciou em comunicado que a ‘data simbólica’ para a ‘reta final dos preparativos’ será celebrada com uma iluminação especial dos principais pontos turísticos das 12 cidades que receberão o Mundial.

Em Fortaleza, por exemplo, oito lugares integram a iniciativa: a Arena Castelão, o Palácio da Abolição, o Centro de Eventos do Estado do Ceará, a Catedral Metropolitana, a estátua de Iracema, a Praça Portugal, o Palácio do Bispo e o Moinho Fortaleza.

Outra das sedes, Belo Horizonte, terá a iluminação de verde e amarelo na Cidade Administrativa, no Mineirão, na Casa do Baile e no museu Abílio Barreto.

Em Brasília, receberão as luzes simbólicas o Palácio do Buriti, o Ministério do Esporte e a ponte JK, enquanto Cuiabá terá a Igreja de Nossa Senhora do Rosário iluminada.

Curitiba, que quase foi excluída da lista de cidades-sede da Copa, contará com o Jardim Botânico e a Praça do Japão, enquanto Manaus iluminará especialmente a Praça da Liberdade, o Mercado Municipal e o complexo turístico de Ponta Negra.

O Pórtico dos Reis Magos, em Natal; o tradicional Centro Cultural Usina do Gasômetro, em Porto Alegre; o Elevador Lacerda e a Fonte Nova, em Salvador, e o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro – onde será disputada a final da Copa – serão outras dos pontos turísticos com iluminação especial.

Por fim, São Paulo, que receberá a partida de abertura, entre Brasil e Croácia, dispôs para a iluminação verde e amarela o teatro Municipal, o Monumento à Bandeira, a sede da Prefeitura, o Viaduto do Chá e os globos da Praça da Sé. EFE