500 mil já assinaram pedido de impeachment de ministros do STF

A petição, que foi publicada na última quarta-feira (3) no site Change.org, será encaminhada ao Senado Federal

São Paulo – O abaixo-assinado online que pede o impeachment dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), já reúne mais de 500 mil assinaturas.

A petição, que foi publicada na última quarta-feira (3) no site Change.org, será encaminhada ao Senado Federal.

O pedido de saída dos ministros é uma resposta a decisão de liberar da prisão o ex-ministro do governo Lula, José Dirceu.

O petista ficou preso temporariamente por quase dois anos no âmbito da Operação Lava Jato – ele foi condenado a 32 anos e um mês pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Os ministros do STF, porém, consideraram que a manutenção da prisão preventiva de Dirceu, sem uma condenação em segunda instância, seria uma ilegal antecipação do cumprimento de pena.

Segundo o autor do abaixo-assinado, as recentes decisões dos parlamentares contrariam a lei e a ordem constitucional do país.

“A recente soltura de Réus como José Dirceu e Eike Batista demonstra o descaso com o crime continuado e a obstrução à justiça que, soltos, eles representam”, diz o trecho do documento.

A meta é chegar a 1 milhão de apoiadores – faltam apenas 481 mil.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Deveria ter abaixo assinado para pedir o impeachment do Toffoli, individualmente, pois este infringiu os Artigos 252 – I e 254 – II e IV do Código de Processo Penal. Ele não poderia atuar em ações envolvendo José Dirceu, por ter sido seu advogado… e ter declarada sua suspeição por não ter se pronunciado impedido. Simples assim. Quanto ao Lewandovski, por ter vergonhosamente fatiado a Constituição Federal no caso do impeachment da Dilma, bem… é água por debaixo da ponte. Agora, quanto ao Gilmar, não passa de mimimi da direita burra e sectária, não entendem nada de leis.

  2. Pelo jeito tem fã de Reinaldo Azevedo por aqui tambem..