São Paulo tem 2º janeiro mais quente em 76 anos

Média das temperaturas máximas foi elevada para 31,8°C, o que representa 3ºC acima da média histórica, de 27,8°C

O mês de janeiro foi o segundo mais quente em São Paulo em 76 anos. A média das temperaturas mínimas registradas no mês foi de 20,5°C – valor que só ficou abaixo do registrado em 2015 (21,1°C), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A média das temperaturas máximas também foi elevada: 31,8°C, o que representa 3ºC acima da média histórica, de 27,8°C. Analisando as temperaturas máximas, janeiro de 2019 só perde para janeiro de 2014.

A menor temperatura deste mês foi de 16,5°C, registrada no dia 26. Já a maior foi de 35,1°C, nesta quarta-feira, 30. Só em cinco dias do mês as máximas não passaram dos 30°C, entre os dias 4 e 6 e os dias 25 e 26.

As chuvas em janeiro deste ano ficaram um pouco acima da média. Na estação meteorológica do Mirante de Santana, na zona norte, o acumulado foi de 305,9 mm, 14% acima da média histórica (computada desde 1943), que é 263,5 mm.

Foram 18 dias com registro de chuva. O maior volume foi registrado nesta quinta-feira, 31, quando foram contabilizadas as precipitações do dia anterior. Nesta quarta, em São Paulo, o temporal causou estragos: o teto de um hangar no Aeroporto do Campo de Marte, na zona norte, caiu e houve quedas de árvores em várias partes da cidade.