Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

2.433 casos no Brasil; Itália supera 7.000 mortos; Meirelles vê PIB cair 10% no 2º tri

Coronavírus: 2.433 infectados, 56 mortes

O Brasil chegou a 2.433 infectados pelo coronavírus (causador da doença Covid-19), segundo balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira. Em apenas um dia foram mais de 300 casos confirmados. Ao todo, são 57 mortes. As regiões Norte e Nordeste registraram um óbito em cada localidade, sendo um no Amazonas e outro em Pernambuco. O Sul também tem uma vítima, no Rio Grande do Sul. Essa é a primeira vez que há mortes em regiões que não o Sudeste do país. Em São Paulo, o número de mortos subiu para 48 e no Rio de Janeiro se manteve em 6. A velocidade de contágio do coronavírus tem avançado cada vez mais rápido no país.

Crivella quer flexibilizar quarentena

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), quer flexibilizar o funcionamento de comércios na cidade partir de sexta-feira. As lojas, que foram fechadas para conter o avanço do coronavírus na cidade, poderão voltar a funcionar apenas para que a população compre e leve os produtos para casa, sem consumi-los no local. O governador do estado, Wilson Witzel (PSC), deve desautorizar o prefeito, e prepara um decreto para impedir que as lojas de conveniência sejam abertas, segundo informações do jornal O Globo. A cidade do Rio de Janeiro manterá as medidas de isolamento social por pelo menos mais 15 dias. Escolas permanecem sem aula, o comércio continua restrito e os transportes públicos seguem circulando com a recomendação de não aglomerar pessoas. O anúncio de Crivella foi feito um dia após o presidente Jair Bolsonaro pedir o fim da quarentena em pronunciamento.

Meirelles vê PIB cair 10% no 2º tri

Em meio aos impactos trazidos pela pandemia de coronavírus, a economia brasileira deverá contrair 10% no segundo trimestre de 2020 e 3% no acumulado do ano, disse Henrique Meirelles, secretário da Fazenda e Planejamento do estado de São Paulo. “O momento pelo qual passamos é, de fato, dramático e envolve ações urgentes e eficazes”, afirmou nesta quarta-feira na estreia da série exame.talks. Para a sua previsão, o ex-ministro da Fazenda no governo Michel Temer usou a estimativa oficial de infectologistas sobre a duração da crise, com o pico do número de casos em abril, seguido de um processo de recuperação que poderá ser visto na atividade ao redor de julho.  “Essa hipótese básica de trabalho já tem uma piora bastante grande ante as que prevaleciam uma semana atrás”, diz.

Socorro às aéreas?

As ações das companhias aéreas subiram na quarta-feira com a possibilidade de ajuda governamental. As ações de Gol e Azul fecharam o pregão em alta de 35,06% e 18,55%, respectivamente. O jornal Valor Econômico publicou que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, falou a empresários na quarta-feira, 25, sobre o socorro às companhias aéreas e disse que uma liberação parcial de recursos está encaminhada. O recurso viria de dépositos recursais na Justiça do Trabalho. Toffoli citou 2 bilhões de reais, mas não deixou claro se todo o dinheiro seria destinado às aéreas.

Principe Charles com Coronavírus 

Herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles foi diagnosticado com a covid-19, causada pelo novo coronavírus. Charles tem 71 anos e é o filho mais velho da rainha Elizabeth II. De acordo com a emissora BBC, o príncipe tem sintomas leves. Charles está no castelo de Balmoral, uma das residências da família real, na Escócia, com sua esposa Camila Shand, duquesa de Cornualha, que não foi infectada pelo novo coronavírus. Até esta quarta-feira, o Reino Unido tinha pouco mais de 8 mil casos confirmados do novo coronavírus e cerca de 420 mortes, de acordo com o levantamento da universidade Johns Hopkins.

Itália supera 7 mil mortos 

O total de mortes do surto de coronavírus na Itália subiu 683 e chegou a 7.503, disse a Agência de Proteção Civil nesta quarta-feira, uma queda na contagem diária de mortes após um aumento no dia anterior. Na terça-feira, 743 pessoas morreram; na segunda-feira, foram 602; no domingo, foram 650, e o sábado teve o recorde de 793 — a maior cifra diária desde que o contágio veio à tona no dia 21 de fevereiro. O número total de casos confirmados no país subiu dos 69.176 anteriores para 74.386, segundo a Agência de Proteção Civil.

UE precisa de 10 vezes mais equipamentos

Os países da União Europeia precisam de 10 vezes mais equipamentos de proteção pessoal e outros aparelhos médicos para enfrentar o coronavírus, como ventiladores pulmonares, do que as cadeias de suprimento tradicionais podem oferecer, mostrou um documento interno da UE nesta quarta-feira. O bloco de 27 nações está correndo há semanas para obter equipamentos cruciais, como máscaras, ventiladores para pacientes com problemas respiratórios graves e outros produtos médicos, desde que a epidemia de coronavírus se espalhou para o continente no início deste ano. Mas, apesar dos esforços, “a disponibilidade e suprimento de equipamentos de proteção pessoal e outros aparelhos médicos, em particular ventiladores, em toda a Europa, continua preocupante”, disse a Comissão Europeia.