Tempos de incertezas: cinco atitudes para manter a equipe engajada

É preciso estratégia para manter a equipe motivada, longe do pessimismo e da baixa produtividade

Quando um gestor foge de conversas difíceis está dando um perigoso passo rumo ao pânico da equipe. Por isso, seja no dia a dia ou em momentos desafiadores e incertos, como o que estamos vivendo com a pandemia do coronavírus, é preciso estratégia para manter a equipe motivada e longe do pessimismo e da baixa produtividade. Para auxiliar os líderes, listo a seguir cinco sugestões de boas práticas:

Seja transparente

Comunicação é uma habilidade essencial para qualquer gestor. Ela precisa ser praticada no dia a dia e, principalmente, em momentos de incertezas. Quando a comunicação é escassa, a desinformação tende a fomentar a fofoca e os conflitos. Por isso, mesmo que o gestor tenha más notícias ou resposta para parte dos questionamentos, a transparência e a proatividade no comunicado são as melhores políticas. Quanto mais os colaboradores sentirem que podem confiar na empresa e em seus líderes, menos críticas terão a fazer.

Mantenha atenção ao comportamento dos profissionais

Os colaboradores sem iniciativa, muito negativos ou com baixo interesse em cooperar e alta ou crescente taxa de absenteísmo merecem atenção especial. Perda de prazos, aumento de erros e queda na qualidade das entregas também são indicadores importantes. É trabalho do gestor mapear esses sinais e buscar formas de revertê-los.

Dê feedbacks e incentive

Comportamentos negativos podem ser revertidos por meio de conversas de feedback, quando o gestor deve demonstrar bastante abertura para ouvir o colaborador e entender suas dores. Outra atitude que tende a ser positiva é criar um ambiente no qual valoriza-se a proatividade e a resolução de problemas de maneira criativa. 

Corrija problemas relacionados à sobrecarga

Na conversa de feedback, pergunte aos membros de sua equipe se eles se sentem sobrecarregados com a quantidade de trabalho que têm em mãos. Esse bate-papo é uma excelente oportunidade para mapear a necessidade de otimizar os processos, redistribuir as atividades ou contratar mais profissionais, sejam fixos ou temporários para atender uma demanda emergencial. 

Reconheça

Os colaboradores apreciam receber um salário compatível com o praticado no mercado, mas também valorizam elogios, prêmios e bonificações diante de desempenhos diferenciados.

Como você pôde ver, existem muitas maneiras de manter o engajamento do colaborador, independentemente da situação do País ou da empresa. O segredo está em fazer com que eles se sintam valorizados e revisar constantemente as políticas de atração e retenção de profissionais. 

Como gestor, é seu dever auxiliar a equipe a prosperar em qualquer momento e fazer com que os membros do time entendam qual é a parte deles nessa missão!

Aqui neste Blog, você encontra outros artigos sobre carreira, gestão e mercado de trabalho. Também é possível ter mais informações sobre os temas na Central do Conhecimento do site da Robert Half.

*por Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus: