O risco de contratar um profissional com salário abaixo do mercado

A busca por recolocação faz com que candidatos aceitem propostas com redução salarial. A medida, no entanto, representa desafios de retenção nas empresas

Na 9ª edição do Índice de Confiança Robert Half – ICRH, 93% dos profissionais declararam estar dispostos a aceitar uma redução salarial para retornar ao mercado de trabalho. Particularmente, acredito que isso aconteça pelo alto índice de desemprego geral somado à sucessão de notícias negativas. Mas é importante ressaltar que nesse grupo estão profissionais que foram desligados há algum tempo, aqueles que não tiveram sucesso em empreendimentos, assim como outros que optaram por se afastar do mercado para priorizar questões pessoais ou experiências relacionadas ao desenvolvimento profissional.

Seja qual for o motivo do afastamento, o retorno com downgrade de cargo ou salário exige humildade, planejamento e uma boa dose de bom senso e paciência. No entanto, gostaria de abordar o outro lado desta questão. Ou seja, os riscos para as empresas que, naturalmente, acabam aproveitando o cenário para realizar contratações de perfis mais seniores por salários abaixo do nível de experiência e qualificação destes profissionais.

A principal reflexão que proponho aos recrutadores e profissionais de recursos humanos é sobre os desafios de retenção do profissional contratado por uma remuneração inferior ao seu valor de mercado. É inerente ao ser humano almejar receber vencimentos condizentes ao patamar já conquistado anteriormente. Por mais que, ao aceitar a vaga o candidato tenha compreendido a proposta salarial, é natural que a necessidade de retornar ao mercado de trabalho tenha falado mais alto e a insatisfação pela desvalorização pode vir mais rápido do que o esperado.

Outro ponto a ser levado em consideração é de que, após garantir a recolocação, existe a possibilidade – e ela não é baixa – de que o profissional aproveite a sua condição de empregado para procurar melhores ofertas de trabalho. Não é novidade que é mais fácil procurar emprego trabalhando do que desempregado. A consequência pode ser a necessidade de substituição desse profissional contratado por um valor baixo no curto prazo, impactando em tempo e recursos para um novo processo de recrutamento.

O cenário econômico começa a dar sinais de retomada e a competição no mercado de trabalho por profissionais qualificados tende a se acirrar. Caso você tenha contratado profissionais com salários bem abaixo do valor de mercado nos últimos tempos é importante estar atento com a retenção desses colaboradores. E se estiver planejando uma contratação, vale analisar com cautela, pois essa solução aparentemente vantajosa pode virar um novo desafio em pouco tempo.

Aqui neste Blog, você encontra outros artigos sobre carreira, gestão e mercado de trabalho. Também é possível ter mais informações sobre os temas na Central do Conhecimento do site da Robert Half.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half