Cinco perguntas para entender se você lidera com eficiência

O bom líder causa sentimentos positivos no time e no gestor direto

comentei em outra ocasião que o líder de uma empresa deve se comportar mais como o capitão de um time de futebol do que como um técnico. Em outras palavras, ele precisa entender as dores do grupo e se colocar à disposição para contribuir para o bom desempenho de todos durante a partida. Não é mais aceitável que ele fique apenas ficar dando coordenadas do lado de fora do campo.

Caso você tenha um cargo de liderança e esteja em dúvida sobre a qualidade do seu desempenho na função, sugiro se fazer cinco perguntas:

  1. Seu nome tem chegado ao RH pela boca dos seus funcionários? Em caso afirmativo, procure identificar se os conteúdos dessas conversas estão relacionados a reclamações, elogios ou apenas comentários simples. Com essas informações em mãos, faça uma avaliação sincera do seu perfil e das suas atitudes, sempre com profissionalismo e maturidade. Avalie, ainda, a criação ou ajustes de canais de comunicação para que, da próxima vez, essas informações cheguem naturalmente primeiro para você.
  2. Qual é a rotatividade da sua área? No meu entender, rotatividade zero é muito ruim porque dificulta a oxigenação de ideias dentro de um departamento ou empresa. Porém, o alto índice de pessoas solicitando o desligamento tende a indicar que algo não vai bem. Se isso acontecer, procure entender se as pessoas estão pedindo desligamento de você ou alegam outro motivo qualquer.
  3. Sua equipe é engajada? Faça uma análise para entender se seu time é formado por profissionais que entregam apenas o que foi pedido ou se trabalham sempre em busca do melhor resultado, entregando além do que foi solicitado. Lembre-se que uma das suas funções é, pelo exemplo, inspirar essas pessoas a desempenharem as atividades em seu melhor nível.
  4. Você é acessível? Ser acessível não significa, necessariamente, sair com o grupo para um happy hour toda sexta-feira. Mas, é muito importante que sua equipe sinta que pode contar com você para esclarecer dúvidas, pedir conselhos, evoluir na carreira ou solicitar apoio na resolução de desafios.
  5. Você gera solução ou problema para o seu gestor? Não adianta, porém, ser um bom líder para o seu time se você não gera confiança no seu gestor acima. Dessa forma, demonstre ao seu líder que mantém constante atenção às entregas, à qualidade dos resultados da sua área e ao clima entre os membro do departamento.

Bom líder é aquele que desperta bons sentimentos no grupo que lidera e no gestor que o coordena, sempre apoiado em atitudes éticas e resultados de qualidade.

Aqui neste Blog, você encontra outros artigos sobre carreira, gestão e mercado de trabalho. Também é possível ter mais informações sobre os temas na Central do Conhecimento do site da Robert Half.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half