The Walking Dead: relembre o que aconteceu na temporada 7

Temporada 8 de The Walking Dead estreia neste domingo, dia 22 de outubro. Veja aqui os principais eventos da temporada passada

A temporada 8 de The Walking Dead estreia amanhã, dia 22, quando assistiremos ao episódio 1, o 100º da história da série. E, olha, muita coisa aconteceu até aqui. Com isso em mente, o blog fará um pequeno exercício de memória para recordarmos os principais eventos da temporada 7, que começou em 23 de outubro de 2016 e terminou em 2 de abril de 2017.

CONTÉM SPOILERS

 

 

 

Bom, começamos com a revelação perturbadora de quem foi a vítima do bastão Lucille no último episódio da temporada 6 (Glenn) e lidamos, também, com a morte de Abraham. Consolidada a vitória de Negan, que leva Daryl como refém, Rick se compromete em servir ao vilão, passando então a prover para o Santuário, tal qual outras comunidades já faziam.

Grávida, Maggie é levada por Sasha para Hilltop para receber atendimento médico e a dupla se estabelece por lá. Carol, que já havia se separado do grupo de Rick, acorda no Reino junto de Morgan, que começa a participar das entregas que a comunidade do rei Ezequiel fazia para Negan e passa a entender a encrenca em que todos se encontram.

No Santuário, Dwight tortura Daryl de todas as formas possíveis, para fazer com que ele se torne leal a Negan e seus Salvadores. Daryl tenta escapar, mas é capturado. Aqui, um detalhe importante que teria impactos mais adiante: Negan conta que se casou com Sherry, ex-mulher de Dwight, depois de tê-los capturado após tentativa de fuga do Santuário.

Em Alexandria, durante a primeira entrega do grupo de Rick para Negan, Carl ameaça atirar contra um dos seus homens. O que o vilão faz em seguida? Confisca todas as armas de fogo, mas nota no inventário que duas estão faltando. E sabem onde Rick as encontra? Escondidas na casa de Spencer, junto com comida e bebidas alcoólicas.

O sentimento de vingança na comunidade de Alexandria contra Negan começa a crescer. Rosita pede que Eugene faça uma bala para uma arma que ela encontrou por aí e Carl decide fazer justiça com as próprias mãos (outra péssima decisão), mas é capturado por Negan.

O grupo passa a explorar a distâncias cada vez mais longas, já que precisam juntar suprimentos para os Salvadores e para sobreviver. No meio de uma dessas jornadas, Tara se depara com uma comunidade litorânea composta apenas por mulheres, muito bem armadas por sinal.

Eis que Negan retorna para Alexandria, Spencer faz o papelão de tentar trair a Rick e morre nesse processo. Rosita decide usar a única bala que tem para acertar Negan e erra. O vilão então leva Eugene consigo quando descobre os seus conhecimentos bélicos. Além de Spencer, Olivia também é morta.

Quando Rick finalmente decide enfrentar Negan e os Salvadores, percebe que precisará de todo o apoio das comunidades com quem tem contato. À essa altura, Daryl já conseguiu escapar com sucesso e está em Hilltop com Jesus, Sasha e Maggie (que passa a ser vista como líder pelos moradores após ter conseguido reverter um ataque zumbi).

Aí começou apenas uma das partes mais arriscadas do plano. Uma das comunidades que entra na jogada é a dos esquisitões Scavangers. Sua líder, Jadis, se compromete SE Rick conseguir garantir armamentos e suprimentos para o lixão onde vivem.

Muito que bem, nossos amigos cumprem a parte deles do acordo e a estratégia começa a se desenrolar com a ajuda de Dwight, que parece (atenção para o “parece”) ter tocado da psicopatia de Negan e decide ajudar a derrotá-lo (se esse arrependimento é verdade ou não, saberemos nos próximos dias).

Quando finalmente chegamos ao finale, descobrimos que Jadis estava alinhada com Negan o tempo todo. No momento em que deveriam atacar os Salvadores, os Scavengers se viram contra o grupo de Rick. A sorte é que Carol e os combatentes do Reino, bem como Maggie e o pessoal de Hilltop, chegam a tempo de minimizar as perdas. A temporada termina aqui, justamente com essa tensão de guerra total que será explorada nos próximos episódios.

Não vamos mentir: embora tenha tido um bocado de acontecimentos, foi uma temporada sofrível (veja aqui mais detalhes sobre o finale), talvez a pior da história de WD, com personagens tomando decisões esquisitíssimas e episódios tediosos. Agora é esperar para saber se a série retomará o fôlego.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s