Netflix está garantindo uma morte lenta e dolorosa para TV paga

Cada vez mais pessoas estão deixando pacotes de TV paga por serviços de streaming. E esse é um fenômeno irreversível, crê Maurício Moura, da IDEIA Big Data

Nos idos de 2007, o jornal The New York Times fez uma matéria lembrando todas as vezes que o mercado apostou no fim da Netflix: a primeira previsão veio do Walmart, que em 2002 passaria a oferecer aluguel digital de DVD, depois, em 2006, foi a vez da Apple e Amazon traçarem suas profecias ao anunciarem serviços de downloads de filmes.

O tempo voou, o tempo passou e se tem uma empresa que não morreu, e está bem longe disso, é a Netflix. Hoje, dez anos depois de a empresa capitaneada por Reed Hastings ter lançado o botão “Watch Now”, que revolucionaria de vez a maneira como consumimos conteúdo, serviços de streaming tornaram-se presença garantida nas casas das pessoas.

O blog, por exemplo, é usuário da Netflix e HBO Go (cujo funcionamento e a usabilidade do app ainda deixam muito a desejar). Temos TV paga em casa? Sim. Por quanto tempo mais? Pouco. E as operadoras já sentem esse movimento: entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, o setor perdeu 364.400 assinantes, segundo a Anatel.

Essa retração é sintoma de um fenômeno que há muito tempo era antecipado e que ainda deve ir longe: cada vez mais, as pessoas estão deixando de lado modelo tradicional de assinatura de televisão paga por serviços “à la Netflix”.

Hastings, evidentemente, é um dos figurões que mais vem apostando nessa previsão. O que se percebe, no entanto, é que esse é o caminho que vem se consolidando e uma pesquisa cedida com exclusividade ao site EXAME pela IDEIA Big Data, realizada entre os dias 23 e 25 de outubro de 2017, mostra exatamente como isso está se desenrolando no Brasil.

A maioria dos entrevistados disse ainda assinar TV paga (76%) e 59% deles pretende seguir com essa assinatura, combinando-a com um serviço de streaming. No entanto, quando olhamos para a fatia de pessoas que não tem TV paga (24%), 34% confirmou ter cancelado esse serviço após assinar a Netflix e 10% disse que pretende fazer isso nos próximos meses.

“Esses dados revelam que as pessoas não enxergam mais a TV paga como forma principal para consumir conteúdo”, explica Maurício Moura, CEO da empresa. “O conceito on demand é o futuro e esses números (das pessoas que abandonaram a TV paga) não irão retrair, só aumentar”, prevê.

Ele ainda arrisca que, em doze meses, a percentagem de pessoas que cancelaram TV paga em prol do streaming saltará para 50%. “Isso vai acabar com o modelo de negócios das TV pagas, lembrando que o hábito das pessoas também está mudando”, nota Moura, “e isso não é só sobre a Netflix, mas sobre o conceito de serviço que a empresa representa”.

As vantagens dos serviços sob demanda ficam evidentes quando se olha para a forma como as pessoas os utilizam: 40% dos entrevistados acessa diariamente e 78% assiste a conteúdos durante a noite. 59% das pessoas é assinante, 24% mora com alguém que empresta o login e 16% usa o acesso de uma pessoa com a qual não vive junto.

Em relação ao que os assinantes estão assistindo, 70% das pessoas citou as séries e 70% disse preferir o gênero “Ação e Aventura”. 92% se lembra do que viu por último no serviço e os seriados reinaram soberanos nesse ponto novamente, com “Suits” (5%) e “Narcos” (4%) como os mais populares.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Marcelo Emanoel

    Realmente, o Netflix vai substituir a TV paga até porque, no Netflix assistimos o noticiário, campeonato brasileiro e europeu, filmes e lançamentos que passam no Telecine e HBO, séries da FOX (na verdade, Netflix está longe disso tudo é as séries que passa no canal Fox Premium, por exemplo, o Netflix disponibiliza umas 3 temporadas anteriores, e só, tem que comer muito feijão pra superar a TV paga e ainda por cima, se contentar com um serviço medíocre a mercê as operadoras de internet limitar downloads em breve).

    1. No meu caso que não gosto de futebol, e notícias tem para todos os lados na internet não faz sentido nenhum ter tanto Tv a cabo quanto Tv aberta, já faz uns 5 anos que só tenho Netflix é não poderia estar mais feliz.

    2. Mozak Soares Caetano

      Bom, quanto a futebol, já existe uma empresa entrando no mercado de transmissão de esportes por streaming, logo logo vc vai estar assistindo os premieres pela Internet.

  2. Artur Bernardo Mallmann

    E agora, oque será das propagandas da trivago?

  3. Por aqui só Netflix! Nada de Tv paga ou aberta.

  4. Adão Silveira

    Um dos fatores mais importantes pra mim ao contratar os serviços da Netflix foi a liberdade que tenho para assistir aquilo que gosto a qualquer hora, sem ficar preso a horários pré estabelecidos da tv aberta ou paga.

    1. Gabriela Ruic

      Exato, Adão. As possibilidades que o “on demand” oferecem são imbatíveis nesse ponto. E é por essas e outras que tantos estúdios e canais estão se coçando para lançar suas versões desses serviços. Obrigada pelo comentário! Excelente fim de semana. Abraços.

  5. joão paulo fernandes

    Sinceramente? Tenho tv paga, e também Netflix, tv paga já se foi o tempo muito conteúdo repetido. Só preço, melhor economizar e pagar Netflix mesmo, assisti o q quer como quer tem liberdade p isso.

  6. O que me segura com a TV paga ainda são os canais/eventos esportivos mas isso é questão de tempo também.

  7. Quem deve estar morrendo lentamente é a Netflix. Moro no Espanha , e tenho o pacote teste, e meu namorado o pacote premium, horas buscando conteúdo e nada, cheio de filme quinquilharia, as pessoas passam um tempão tentando decidir o que assistir não pelo catálogo vasto, mas buscando algo que preste! Eles não tem cacife pra comprar filmes realmente bons, a biblioteca é cheia de títulos só pra encher linguiça!

    1. Gabriela Ruic

      Oi, Andy! Tudo bem?

      O catálogo da Netflix varia de país para país. No nosso caso, especificamente falando da equipe do blog, temos mais de um serviço de streaming em casa até para garantir um bom rol de títulos em séries e filmes. Boa sorte na Espanha! Abraços e bom fim de semana.

  8. Kléber Antônio Ferreira de Souza

    Conversa mole! A TV por assinatura perdeu clientes para a Netflix por causa da crise financeira, pois a Netflix é mais barata. Na hora que as coisas melhorarem a TV paga voltará a crescer. Quem quer ficar com um ano ou dois esperando as séries entrarem no catálogo? Quem quer ficar sem ver séries como Game of Thrones? Quem quer ficar sem ver as produções da Disney e da Fox? Matéria bem estranha!

    1. Gabriela Ruic

      Oi, Kléber! Tudo bem?

      Obrigada pelo seu comentário. Na realidade, no caso específico do Game of Thrones, a série está inteiramente disponível no app HBO Go, o serviço de streaming da HBO. A Disney também prepara um serviço nestes moldes (acho que já está em funcionamento nos EUA, precisaria checar) e a Fox conta com o Fox Play. Ou seja, estúdios e canais têm se movimentado para lançar aplicativos para conteúdo sob demanda, tal qual a Netflix já faz.

      Não há qualquer equívoco na matéria quanto a isso, lembrando que a Netflix é um exemplo que está impulsionando esse novo ciclo, não a única empresa a fazê-lo, como deixamos claro no texto.

      Abraços e excelente fim de semana.

  9. Rodrigo bottaro miranda

    Tenho tv por assinatura, mas isso até acabar o período de carência para cancelar sem a multa, enquanto a tv ainda é uma de tubo pq não pretendo adquirir uma de sei lá quantas polegadas já que o celular vai até pro banho comigo e eu ligado no Netflix, fora a vantagem de poder fazer o download de conteúdo e assistir mesmo offline, aí somado ao fato de propaganda não existir dentro do Netflix é na tv tenho de tempos em tempos um comercial seja do Trivago seja do multitele que por sinal é péssimo, é o app da Net com mais de 1 bilhão de filmes tudo pago o que não é vantagem para ninguem. Pois é viva o Netflix vou experimentar o Amazon tbm que parece uma ótima alternativa também.