Campanhas sujas e o racismo de Ciro Gomes

Ciro quer o voto de Lula, que é avesso a declarações racistas, embora possa tolerar isso quando se trata de atacar um integrante do MBL

O pré-candidato do PDT à presidência, Ciro Gomes, voltou ao estilo agressivo que o caracteriza. [“O de sempre”, diria Fernando Henrique Cardoso (PSDB)]. Em entrevista à Jovem Pan, chamou o vereador paulistano Fernando Holiday (DEM) de “capitãozinho do mato”. Capitães do mato eram escravos que agiam em conluio com o senhor da fazenda para capturar outros escravos que tentavam a fuga. Assim como um jovem universitário fez outro dia em São Paulo, Ciro associou um negro à escravidão. É ato racista e racismo é crime. O vereador já anunciou que processará o candidato pedetista.

Ciro insultou Holiday porque o vereador não é de esquerda. Líder do Movimento Brasil Livre, foi eleito aos 20 anos para uma das 55 vagas na Câmara Municipal de São Paulo. É estranho que Ciro não mexa com alguém de sua idade. Aos 60 anos, não faltam políticos de baixa estatura moral em sua geração.

Mas Ciro está com sorte. Uma das principais diferenças da campanha presidencial de 2018 com relação às anteriores é a rapidez com que as notícias circulam e são esquecidas. Com o advento da televisão, convencionou-se afirmar que o “news cycle” norte-americano dura 24 horas. Na era de Facebook, Twitter e Whatsapp, nem isso. O racismo de Ciro só voltará às manchetes em algum debate ou sabatina com jornalistas – talvez nem assim.

Ciro quer o voto dos órfãos de Lula, que são avessos a declarações abertamente racistas, embora possam tolerar isso quando se trata de atacar um integrante do MBL. Interessa a Ciro que todos esqueçam o que ele disse. Afinal, o custo reputacional para o pedetista poderá ser grande – embora a concorrência de outro pavio curto, Jair Bolsonaro (PSL), ajude a diminuir esse custo. Ser mais tosco do que ele e seus três filhos é improvável.

Se fosse mais esperto, Ciro Gomes terceirizaria seus insultos criminosos. Poderia se aliar a um grupo que funcionaria como seu porta-voz para o pior do que pensa. Não estou falando de fake news, mas da agressividade natural do candidato mesmo. Receber Sérgio Moro a bala? O papel de Patrícia Pillar é dormir comigo? Eu não quis dizer isso, o movimento XYZ não representa minhas ideias, poderia afirmar Ciro. Com isso, ganharia ao poder negar ter dito o que pensa de pior.  Essa estratégia funciona nos Estados Unidos, conforme mostram os cientistas políticos Conor Dowling e Amber Wichowsky no texto “Attacks without Consequence? Candidates, Parties, Groups, and the Changing Face of Negative Advertising”, publicado pelo American Journal of Political Science em 2015.

Ironicamente, o Movimento Brasil Livre é constantemente acusado de financiar sites de fake news para atacar os políticos dos quais discordam e com os quais competem por atenção. Fernando Holiday poderia aproveitar a oportunidade para explicar isso. Assim mostraria ainda mais maturidade do que o sexagenário.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Jairo Thiago Freitas da Silva

    Suja mesmo é sua reportagem, praticamente uma calúnia contra o candidato, o problema do hoolyday não é “não ser de direita” e sim por sua luta se concentrar em combater políticas para uma minoria da qual ele mesmo faz parte, se isso é racismo, então o lider o movimento negro americano Malcolm x era racista por chamar os negros que apoiavam políticas raciais de “negros da casa” que equivale a capitão-do-mato.

  2. Talisma Souza

    exatamente

  3. Rafael Staufaker

    Ciro é Cândidato a Presidente e não de Guru de costumes, eu fico absurdado com os meios de comunicação que querem esse patrão cinico como Candidato que ao povo fala bonito e fora do centro das atenções como um gangster (vide Aécio) o Holiday de fato é um Capitãozinho do mato, porque vcs não fazem uma matéria falando as milhares de vezes que o MBL o chamou de Coroné, Cangaceiro e etc?
    Isso tbm é racismo, xenófobia Clara e explícita, não adiantava vcs tentarem atacar o Ciro dessa forma porque incompetente e corrupto vcs não podem, quanto ao FHC Deus me Livre esse ficou nos anais da história como um péssimo Presidente e não serve de referência de nada!

  4. Rodolfo Alvim

    uma revista do cenário empresarial, que só sabe falar de politica… vir falar de campanha suja… se olha no espelho…

    o único que pode julgar a fala de Ciro como racismo é o próprio negro… e como eu imagino que não tenha negros na redação do EXAME… mas uma vez… se olha no espelho…

  5. Douglas Borges de Campos

    Pelego sendo pelego. Nada construtivo no seu artigo.

  6. Douglas Borges de Campos

    Pelego sendo pelego. Nada construtivo no seu artigo.

  7. Douglas Borges de Campos

    Apreoveita e representa no MP se tu achas que ê crime.

  8. José Alfredo Alencar Lacerda

    Moralista de goela, querendo aparecer.

  9. Alexandre Buarque

    Eita, mimimi padrão Globo. Hj em dia n se pode falar mais nada q é racismo. A metáfora de Ciro foi acertadíssima!
    Outra coisa: “É estranho que Ciro não mexa com alguém de sua idade.”?
    Como é? Ciro xinga tudo e todos a todo momento, Bolsonaro, Temer e outros.
    Saí pra lá macumba de Fake news! (Fui racista?)

  10. Alexandre Buarque

    Ótima análise

  11. Raquel Cheiragrade

    Exatamente! Parece-me que qualquer um pode ser colunista deste jornal, pois Ciro não foi racista. Muito pelo contrário.

  12. Francisco Fernandes

    Isso e jornalismo rasteiro que na acrescenta. Esse Holidei r um petfeito idiota defender mercado que todos sabemos nutre uma elite perversa (mercado) sem escrúpulos.

  13. Pierre Oacks

    Que materia caluniosa e desinformadora,chega ser vergonhoso pra um veiculo informativo de renome como o exame se posicione politicamente dessa forma.
    Esse Sergio Praça deveria estar na coluna de fofocas da revista fuxico.

  14. JOSÉ CANUTO V. DA S. JR.

    O ” CORONÉ ” Ciro entende bem de Capitão do mato.

  15. As pessoas estão tão idiotizadas pela bandeiras pseudo construtivas da esquerda, que não percebem o tamanho das baboseiras que defendem. Ciro Gomes é da oligarquia Cearence e isso faz dele uma pessoa antagonica às baboseiras sustentadas pela esquerda para enganar os panacas de plantão. Aliás, seu perfil se adequa à linha esquerdista caviar atualmente em alta no país. Será que eles depositam em Ciro a esperança de um ditador de esquerda, com sua linha dura, autoritária e agressiva? Tolos, Ciro não é, nem nunca foi de esquerda, atualmente foi o melhor espaço que ele encontrou para crescer contando com os analfabetos políticos e funcionais formados durante os governos do PT. Os ZUMBIS de Lula votam em Ciro.

  16. Sterfesson SR

    Tiozão com interesses políticos evidentes e toscos se fazendo de besta como se não soubesse que o apelido do Holiday na internet sempre foi “Capitão do Mato”. Tiozão, essa não convence ninguém não, só escreveu pra quem já é anti-Ciro.

  17. Pablo Vianna

    Sabe qual a diferença? Comentarios racistas não eram crime na época, hoje são. Não tentem justificar o injustificavel, espero que desta vez Ciro pegue cadeia pra aprender a ser besta. O cara tem mais de 80 processos contra injuria racial no estado dele, mas nenhum de um vereador, ainda mais de SP. Parabens ao candidato que novamente explodiu sua campanha com seus comentarios. E para todos vocês que o defendem, Que VERGONHA!

  18. Pablo Vianna

    Perfeito seu comentário

  19. Anderson T. G. Franco

    ridículo esse comentário… Bolsominion….. presta a atenção no seu contexto podre