Transformação Digital ou Transformação Empresarial

Seja digital ou empresarial, toda e qualquer transformação de uma empresa só fará sentido se for decorrência do motivo central de sua existência: o cliente

Este é um dos primeiros posts que me atrevo a arranhar com alguma profundidade sobre Transformação Digital.

O termo não é exatamente novo, nem tão pouco unânime sobre sua compreensão. Há quase 10 anos tivemos oportunidade de entrevistar o autor Thomas H. Davenport do livro Competing on Analytics, que para mim foi uma das primeiras referências deste capítulo digital de nossa experiência humana.

Tem sido repetitivo em minha observação empresas se declararem: “em um momento de transformação digital”. A vantagem da comunicação corporativa é informar ao mercado algo que pode, ou não, ser realidade na prática. Usando a referência de nosso livro Mind The Gap (Porque o Relacionamento com Clientes vem Antes do Marketing), é importante atentar para uma eventual distância entre o falar e o fazer na prática, principalmente algo que atinja os clientes.

Como frequentemente acontece comigo, novos conceitos surgem do choque de ideias e interações com clientes, sócios e equipe de profissionais. Neste caso a experiência não foi diferente. Em uma destas conversas com cliente tive a oportunidade de compreender que muito do que se fala hoje no mercado sobre “Transformação Digital” é na realidade Digitalização Empresarial.

Explico:

Usando a referência de nosso sócio Marcelo (Pira), “a tecnologia permite com que se faça qualquer coisa (que se faz hoje) mais rápido e com maior precisão.” Isso não quer dizer diferente ou melhor.

Em contrapartida, Transformação Digital, na compreensão que começo a me aprofundar, significa que a empresa coloca o cliente realmente no centro de seus negócios, e – somente a partir daí – a brincadeira começa. A tecnologia se conecta às necessidades dos clientes em primeiro lugar e não da empresa.

Em essência, significa que a empresa não tem uma identidade e forma definidas e estanques.

Fiquei intrigado em ver que algo que falamos já há muito tempo, que é a atenção e respeito aos clientes, se encontrar com um tema que está na crista da onda da tecnologia empresarial. A empresa evoluiu, se adapta e se adequa conforme o cliente caminha.

A palavra que para mim é chave nesta história toda é Transformação.

Brincando ainda um pouco com as palavras, as empresas que são reconhecidas como referência desta nova era têm feito uma transformação através do digital.

Na minha compreensão atual, comprar ou alugar tecnologia de ponta não é suficiente para iniciar um caminho de transformação digital. Pode até ser uma boa ferramenta, mas minha suspeita é que o básico, o motivo pelo qual a empresa existe, ainda é o imã mais forte que atrai o cliente.

E quanto se sabe este Porque, e se está aberto a mudanças, abre-se também a verdadeira transformação que vem de dentro, provocada pelo motivo do nosso servir – o cliente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s