Sua empresa vende mais porque se relaciona ou se relaciona p/ vender mais?

Sim, há uma grande diferença entre estas duas formas de se relacionar com seus clientes.

Nesta época de fim de ano, quando juntamos Natal e BlackFriday e muitas empresas dão as últimas cartadas para aumentarem as suas vendas, me veio à mente um antigo comercial da Tostines nos anos 80 que dizia o seguinte: Tostines é fresquinha porque vende mais ou vende mais porque é fresquinha?

Este comercial ficou famoso na época e ainda é muito lembrado hoje em dia, e quero aproveitá-lo para a seguinte reflexão: Sua empresa vende mais porque se relaciona com seus clientes, ou se relaciona com seus clientes apenas para vender mais?

O leitor mais atento poderá dizer que, ao ler a frase, a conclusão é que em ambas as formas vender mais é uma consequência do relacionamento com seus clientes, portanto é indiferente se ela vende porque se relaciona ou se relaciona para vender, certo? Errado.

Sempre digo que vender mais e ainda, vender melhor, é, sim, uma consequência de um bom relacionamento com seus clientes, mas um relacionamento íntegro e sincero dirigido por um propósito maior e não apenas por uma “estratégia de marketing de relacionamento” que dependerá inclusive do resultado das vendas para se manter.

Só que para se relacionar a partir de um propósito maior, muitas vezes uma empresa terá que fazer escolhas que podem, inclusive, significar uma venda menor algumas vezes. Mas vender menos não está no radar de nenhuma empresa, certo? Certo. Ninguém gosta de vender menos, nem eu na minha empresa. Mas, às vezes, isso é necessário porque vender mais nunca poderá significar abrir mão do propósito da empresa ou mesmo deixa a integridade de lado. Frases como “Vender mais a todo custo” deveriam ser expurgadas do meio empresarial, afinal, muitas vezes este custo é muito alto e esta conta sempre chegará para a empresa, seja para o CEO atual ou para os próximos.

Portanto, o meu desejo é que 2019 seja um ano em que muitas empresas possam vender mais, mas antes disso, vender também melhor e que isso seja porque todas elas conseguiram reconhecer o seu propósito e entenderam que o relacionamento com seus clientes não é apenas uma estratégia ou ação pontual de marketing, mas sim uma condição da sua existência. E que elas consigam, assim, construir um bom relacionamento duradouro e sustentável com seus clientes (e também com seus colaboradores e todos os outros públicos).

Feliz Natal e Feliz 2019!