Aprendizados de uma manhã sem WhatsApp

Desconectar também faz bem para os relacionamentos.

Esta foi uma grande oportunidade para entendermos porque o WhatsApp é tão popular entre os brasileiros. Com o bloqueio, outros aplicativos deram um salto enorme na quantidade de usuários, como o Telegram, que em poucas horas conseguiu por volta de 1,5 milhão de usuários no Brasil. Se eles manterão os usuários depois do desbloqueio do WhatsApp, não tenho certeza ainda, mas vou acompanhar este movimento. Particularmente, gostei muito do Telegram.

Agora, quero aproveitar o momento aqui para dar uma visão muito pessoal sobre tudo isso que aconteceu.

Quando soube que o WhatsApp ficaria fora do ar por decisão judicial, fiquei com um sentimento de revolta muito grande. Como uma juíza de primeira instância pode tomar uma decisão destas e afetar de repente mais de 100 milhões de brasileiros? Não tinha outra forma de represália?

Fui buscar as alternativas: Telegram? Facebook? Mas, e os grupos do WhatsApp? Afinal, só falo quase em grupo!! Vamos criar todos novamente?

Enfim, acordei já com vários amigos entrando no Telegram, criando grupos. Problema resolvido, pensei.

Como faço todas as manhãs, dei uma lida geral nos principais sites de notícias e as matérias falando sobre o bloqueio do WhatsApp eram destaque em todos eles. “Bloqueio do WhatsApp gera comoção no Facebook”, era o título de uma delas. Nesta hora, fiquei com um incômodo muito grande. Como assim, comoção? Claro, que o título da notícia dava uma dramaticidade muito grande, mas o fato é que vi uma grande mobilização das pessoas, a maior parte indignada e buscando soluções, ou jeitinhos, para burlar a decisão da justiça e fazer o aplicativo voltar. Os próprios portais de notícias davam as dicas.

Que sociedade louca é esta em que vivemos hoje, que não pode aguentar 48 horas sem um aplicativo? Claro que podemos questionar e discutir sobre os motivos e creio que tanto o WhatsApp como a justiça terão argumentos bem sólidos para justificar seus pontos de vista.

Então, me lembrei de duas coisas. Primeiro, um depoimento de um taxista que ouvi no rádio pela manhã, dizendo que por causa do bloqueio do aplicativo, hoje os passageiros conversaram mais com ele e como isso tinha lhe feito bem.

Também lembrei de um vídeo antigo, que com certeza muitos de vocês já viram, mas convido-os a ver novamente no link abaixo.

O bloqueio durou pouco, mas a minha sugestão aqui é simples. Relaxe e aproveite mais o seu tempo. Não fique tão dependente destas coisas e, se for para se mobilizar e questionar, olhe para o nosso País. Existem muitas outras coisas mais importantes e que também afetam todos nós, que precisam de uma real mobilização da sociedade para gerar mudanças positivas para todos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s