A empresa à procura de Emprego

O relacionamento de sua empresa com seus clientes é frequente, independente de qualquer interesse? Veja o que Leonardo Barci pensa sobre isso.

Image courtesy of suphakit73 at FreeDigitalPhotos.net Image courtesy of suphakit73 at FreeDigitalPhotos.net

Image courtesy of suphakit73 at FreeDigitalPhotos.net (/)

Evitando criar mais barulho em um tema que já afeta a grande maioria dos brasileiros, tecnicamente estamos vivendo em um período de recessão, que é tipicamente caracterizado por queda sensível na produção, alto índice de desemprego e uma sensação de que as coisas já estiveram melhor.

Há pouco mais de 10 anos, o Brasil mudou a balança da motivação na abertura de um novo negócio. Saímos de uma maioria empreendendo novos negócios por necessidade para oportunidade, isto é, por escolha pessoal. Talvez o término deste período de recessão traga uma releitura destes números.

Independentemente do que aconteça, empreendedor é aquela pessoa que vê na dificuldade a oportunidade de iniciar um novo negócio.

Por mais desafiador que possa parecer, neste momento as empresas passam por desafios similares às pessoas que buscam algum tipo de recolocação no mercado. De certa forma, muitas empresas estão ‘sem trabalho’.

Parte de um processo de recolocação é se comunicar com o mercado empregador. Curiosamente, são nestes momentos de desafio que a rede de contatos tem seu maior valor. Para uma pessoa que ficou centrada em seu próprio emprego e deixou de lado as relações com seus pares no mercado, um momento de recolocação é certamente a lembrança de que as relações pessoais têm grande valor.

Para a empresa, isto significa que se ela deixou de se relacionar com seus clientes, ela não poderá colher frutos que não plantou.

Para a empresa, a rede de contatos se reflete no estabelecimento formal e consciente das relações diárias com seus clientes. Da mesma forma que uma rede pessoal não se constrói com exclusivo benefício próprio, as relações com os clientes seguem também a mesma lógica. Não adianta ligar para aqueles clientes que você esqueceu, mas que gostam de sua empresa, sempre foram fiéis à marca, mas reduziram naturalmente suas compras. Assim como a ativação de uma pessoa dentro de sua rede de contatos, a pessoa vai naturalmente concluir que você (como empresa) é ligada somente por interesse.

É natural e importante estabelecer relações com as pessoas ligadas à empresa, mas fazer isto somente agora é um equívoco. É importante ter a clareza de que este é um momento que está sinalizando esta importância. Aproveite o momento e torne desta iniciativa (o relacionamento contínuo e consciente com clientes), uma prática.

Seguindo ainda nesta comparação, procurar emprego significa também buscar ostensivamente oportunidades de trabalho dentro e fora da internet. Gosto muito de informações, mas gosto mais ainda de conhecimento.

Muitas empresas têm juntado uma quantidade abissal de informações, mas poucas tem transformado este volume de dados em algum tipo de conhecimento útil que reverta em benefício dos clientes ou mesmo de si mesma. Algumas chegam a esbarrar em questões éticas por conta disto, similar ao que o Marcio escreveu semana passada.

Começando pela informação, se a empresa fosse uma pessoa, deveria notar que o fato da produção nacional ter caído faz naturalmente com que a primeira ‘ceifada’ de custos na empresa seja a redução na equipe de ponta de produção.

Portanto, se você (como pessoa) estivesse procurando emprego, deveria notar que se o seu trabalho está ligado à ‘última milha’ da empresa (produção), talvez suas chances sejam menores do que em períodos mais prósperos. Então o que fazer?

Esta é uma boa oportunidade para ‘afiar o machado’ do conhecimento e do preparo pessoal. O que pouca gente nota é que todos no Brasil passam por desafios financeiros e/ou econômicos no momento. Talvez até sua empresa tenha aumentado as vendas (caso da Honda no ano passado), mas o mercado de fornecedores passa por dificuldades como um todo. Isto significa que alguns itens da produção podem ter restrição de entrega ou mesmo aumento de preço. Não dá para achar que aumento de vendas é garantia exclusiva de sucesso. É preciso que se olhe além da porta da empresa.

Algo que poucas pessoas notam é que os números falam mais e mais alto do que eventualmente notamos. Sim, estamos em um período de recessão e natural falta de emprego, mas dentro de mar de ceticismo existem oportunidade ocultas de grande valor. Vi recentemente que as agências de empregos estiveram com filas de espera nos últimos meses. Curiosamente estas filas vem diminuindo. O fato é que boa parte das agências tradicionais de recolocação cuidam da contração de grandes volumes de pessoas para grandes empresas. São de certa forma a ‘extensão’ do RH da empresa, fazendo as vezes de seleção e recrutamento.

Com a queda na produção, mesmo as pessoas que vinham visitando com regularidade estas agências começaram a desistir de enfrentar as filas e a falta de oportunidade e tem buscado alternativas para sua busca de recolocação.

O que poucas pessoas acabam notando é que uma agência de recolocação é também uma empresa e precisa de ‘clientes’. O momento no mercado tem sido de reter as melhores pessoas dentro da empresa – minimamente fazer o mesmo com menos. Uma agência de recolocação tipicamente ganha o primeiro salário da pessoa pago pela empresa para realizar o processo. Isto significa que quanto mais preparado o candidato, maior as chances de a agência conseguir um valor maior com apenas uma única pessoa. Isto significa que este é um excelente momento para buscar as agências de emprego para aquelas pessoas que tem um bom currículo.

Este processo que contei é exatamente o que se faz em um Datamining que é primeiramente negar que aquilo que parece é de fato, e a partir desta referência investigar com profundidade e isenção os dados e deixar que eles contem sua história.

E na sua empresa como pode ser feito o processo de Mining para rastrear as oportunidades de negócios com os clientes da casa?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s