Saga da insulina de farmacêutica da Dinamarca chega ao fim no Brasil

A empresa exportava o medicamento para 42 países, mas não tinha autorização para fornecer aos 16 milhões de diabéticos brasileiros

A farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk deverá entregar no final de outubro os primeiros lotes de insulina destinados ao mercado brasileiro feitos na fábrica de Montes Claros, em Minas Gerais. É o ponto final de uma saga. A empresa exportava o medicamento para 42 países, mas não tinha autorização sanitária para fornecer aos 16 milhões de diabéticos brasileiros. Foram oito anos de tentativas. Cada caneta de insulina sairá por 12,70 reais para o Ministério da Saúde, ante 30 reais de produtos importados comprados por estados e municípios.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s