O soccer pede passagem

A diferença de faturamento entre os clubes do Brasileirão e os da MLS, a liga dos Estados Unidos, está se estreitando

Já faz tempo que o campeonato brasileiro de futebol come poeira dos europeus. A má notícia, agora, é que o campeonato americano apareceu em nosso retrovisor. Um estudo exclusivo da consultoria Sports Value mostra que a diferença de faturamento entre os clubes do Brasileirão e os da MLS, a liga dos Estados Unidos, está se estreitando.

Em 2016, os 20 maiores clubes brasileiros faturaram 1,3 bilhão de dólares, ante 644 milhões dos americanos. No ano passado, os brasileiros embolsaram 1,1 bilhão; e os americanos, 780 milhões de dólares.

A diferença deve continuar caindo com a desvalorização do real e o consistente aumento de receita dos clubes da MLS. Em dez anos, o faturamento dos clubes americanos quintuplicou. Por lá, é necessário pagar para entrar na liga que organiza o torneio. Há dez anos, a cota de ingresso era de 40 milhões de dólares; agora, é de 200 milhões.