Laboratório comprado pela Vinci Partners fecha primeiro negócio

O Grupo Cura, adquirido pela gestora em setembro, anunciará fusão com o centro de diagnósticos Mérya. Empresa nasce com faturamento de R$ 250 milhões

São Paulo – A rede de medicina diagnóstica Cura está próxima de anunciar a sua fusão com a concorrente Mérya. Trata-se do primeiro negócio anunciado pela Cura após a aquisição de 70% do grupo realizada pela gestora de fundos de private equity Vinci Partners. A nova empresa vai nascer com um faturamento combinado de 250 milhões de reais.

Enquanto a Cura possui três unidades em São Paulo, a Mérya tem maior participação na região Sul. A rede paulistana fechou 2018 com uma receita líquida de 113 milhões de reais, enquanto a paranaense encerrou com faturamento de 127 milhões de reais. Procuradas, as empresas não quiseram comentar.

O mês de setembro, época da compra da fatia da rede Cura, marcou a estreia da Vinci Partners no setor de saúde. O valor estimado para a transação, na época, foi de 300 milhões reais e a gestora já demonstrava interesse em crescer pelo país por meio de aquisições.

A Vinci tem histórico de investimentos em grandes companhias como a lanchonete Burger King, a rede de locadoras Unidas e a instituição de ensino Uniasselvi.

A nova rede nasce entre as dez maiores do setor. Os líderes, no entanto, estão bem à frente da companhia. No ano passado, DASA e Fleury faturaram, respectivamente, 3,4 bilhões de reais e 2,8 bilhões.