Investidores minoritários se rebelam contra acordo Boeing-Embraer

Associação que representa a categoria se prepara para entregar à Justiça uma interpelação contra a negociação

Depois de fechar os termos da negociação que pode movimentar 4,2 bilhões de dólares, as fabricantes de aeronaves Boeing e Embraer devem enfrentar processos de minoritários. A Associação dos Investidores Minoritários do Brasil se prepara para entregar à Justiça uma interpelação contra o acordo.

Apesar de ser a favor do negócio, a associação enxerga que os termos estão prejudicando os minoritários. Isso porque as duas empresas optaram pela criação de uma joint venture. Na visão dos investidores, trata-se de uma aquisição: consequentemente, era preciso a realização de uma oferta pública de aquisição, que estenderia a oferta às ações dos minoritários.