Conselhos também são um nicho de negócio

Facilitar o trabalho dos conselhos de administração, preparar pautas ou acompanhar o cumprimento das decisões, é uma novidade no mundo dos negócios

Facilitar o trabalho dos conselhos de administração, com tarefas como preparar pautas e acompanhar o cumprimento das decisões, virou um novo nicho de negócios.

A americana Diligent foi adquirida por 624 milhões de dólares pelo fundo Insight Venture Partners; a também americana Boardvantage, por 200 milhões de dólares pela Nasdaq. Uma brasileira começa a crescer nesse segmento. É a Atlas Governance, que recebeu sua segunda rodada de investimentos em dezembro. Entre os novos sócios estão o ex-presidente da CVM Leonardo Gomes Pereira.

A startup fundada por Eduardo Shakir Carone, sócio da Nexto Investments, tem clientes como a empresa de shopping centers Iguatemi, as construtoras Even e Cyrela e a operadora de turismo CVC.