Como nascem os boatos na bolsa (tem a ver com um pacote da Amazon)

Caixa de papelão gigante deixada no centro financeiro de São Paulo alimenta especulação sobre planos da varejista americana e reação do Magazine Luiza

Uma caixa de papelão gigante deixada em uma esquina da avenida Chedid Jafet, no centro financeiro de São Paulo, está desde ontem alimentando uma onda de boatos na bolsa de valores B3.

A caixa, de mais de dois metros de altura, mais de dois de largura e pouco mais de um de profundidade, está isolada por uma fita de segurança. Traz estampada várias vezes a marca da Amazon, maior varejista digital do mundo, e causa suspense com a inscrição “Em breve”.

Mistério: caixa de papelão gigante

Mistério: caixa de papelão gigante (Reprodução/Instagram)

A foto da caixa, reprodução de uma postagem no stories do Instagram, está circulando freneticamente nos grupos de mensagens instantâneas dos operadores do mercado financeiro. E uma tese logo se formou: a de que a Amazon, que tem um site no Brasil e inaugurou o seu primeiro centro de distribuição da América do Sul na região metropolitana paulista no início deste ano, estaria se preparando para dar um passo maior no país. A caixa marcaria o ponto onde a Amazon instalaria o seu primeiro ponto físico de retirada de mercadorias. Nos Estados Unidos, onde nasceu, a varejista usa esse tipo de estratégia de distribuição, em parceria com estabelecimentos comerciais.

Segundo o falatório, essa suposta estratégia seria a explicação para a emissão de 90 milhões de novas ações que o Magazine Luiza anunciou na semana passada para captar até 5,2 bilhões de reais. A varejista brasileira estaria se preparando para enfrentar uma concorrente que, no seu país natal aniquilou muitos varejistas tradicionais.

Mas nada disso é verdade. Segundo EXAME apurou, a caixa faz parte de uma ação de marketing da fabricante de produtos de limpeza e saúde britânica RB (Reckitt Benckiser). A marca da Amazon foi utilizada sem autorização na caixa da maneira como estava estampada. A pedido da varejista, a RB mudou a caixa.

Na tarde desta terça-feira (05), a RB explicou que a caixa faz parte de uma campanha de venda online exclusiva no site da Amazon do detergente para lava-louças Finish em embalagem de 2,5 quilos e dos aerosóis com novas fragrâncias do aromatizador de ambientes Bom Ar Air Wick. “O intuito da RB é passar para o consumidor que seu portfólio também está disponível via comércio eletrônico, ajudando no desenvolvimento do negócio de suas marcas no mercado”, disse a empresa em comunicado a EXAME. A caixa fica aberta para o público conhecer e testar os produtos até 8 de novembro.

Caixa de produtos da RB na rua em São Paulo: mistério resolvido

Caixa de produtos da RB na rua em São Paulo: mistério resolvido (RB/Divulgação)