Acredite: o Smiley nasceu em um lugar supertriste

O símbolo surgiu para animar corretores.

Nos anos 70, uma pequena companhia de seguros americana sofria com corretores desmotivados. Eles trabalhavam tão infelizes que estavam sendo descuidados com os clientes. Para reverter a situação, o dono pensou: “Vou criar um selo para lembrar a todos a importância do bom atendimento”. Foi contratado então o artista Harvey Ball. Na própria reunião de briefing, o designer rabiscou uma carinha amarela, simpática, com enorme sorriso.

Sabe quanto Ball cobrou pelo trabalho? 45 dólares. Se soubesse o que o símbolo se tornaria, certamente teria cobrado absurdamente mais.

Antecessor dos emoticons, o Smiley se tornou um símbolo pop onipresente, avaliado em milhões de dólares. Este é um ótimo exemplo de Oportunidade Disfarçada em problemas com os funcionários.