Como manter a motivação em alta em tempos de crise?

Como viver bem com informações tão desestimulantes nos bombardeando todos os dias?

Tem sido um espetáculo assistir aos noticiários recentemente: escândalos de corrupção no setor público e privado, crise econômica, aumento do desemprego, péssimas perspectivas de crescimento do país, inflação nas alturas, greves, dólar alto, etc.

Como viver bem com informações tão desestimulantes nos bombardeando todos os dias?

Viajamos mais de 2 anos para fazer uma pesquisa sobre motivação ao redor do mundo e nessa experiência nos deparamos com realidades muito contrastantes nos 28 países visitados. Pudemos sentir a influência que o momento político, econômico e social tem sobre seus habitantes. Acompanhamos, por exemplo, grandes manifestações nas ruas de Portugal e da Espanha – a crise européia estava em seu auge naquela época, e notamos a diferença de comportamento entre portugueses e espanhóis no enfrentamento desse difícil momento. Portugueses mais cabisbaixos, inconformados e os espanhóis mais quentes e revoltados. Experienciamos a super organização social de Singapura abarcando indianos, chineses, malaios e gente do mundo todo sob regras de conduta que são seguidas à risca; um dos motivos para o super funcionamento da pequena-grande ilha. Nos embrenhamos em vilarejos isolados no sul da Ásia, onde pessoas vivem praticamente à base de troca; alguns da pesca e outros do cultivo daquilo que comem. Vistamos locais onde a religião é a protagonista no sistema educacional e acaba se misturando inclusive com política – é o caso de países predominantemente islâmicos como Marrocos, Indonésia e Malásia.

Enfim, não importa o local, cultura, religião ou raça, as pessoas sempre são influenciadas pelo meio em que vivem. Parece haver uma espécie de “ânimo coletivo”, apesar de termos comprovado que as motivações individuais são absolutamente independentes.

 “Cada homem é um ponto singularissímo, sempre importante e peculiar, no qual os fenômenos do mundo se cruzam daquela forma uma só vez e nunca mais.” | Demian – Herman Hesse.

Herman Hesse observou a unicidade que cada ser humano possui e também o modo particular com que cada um absorve e reage ao que está diante de si.

O primeiro passo para lidar com momentos de crise, ambientes controversos e situações difíceis é estimular nossas motivações pessoais. Assim conseguimos tirar o foco do tal “bombardeio” de notícias ruins, fazendo com que ele nos afete menos. Nos aproximar daquilo que gostamos fazer melhora automaticamente os ânimos e tem um excelente efeito colateral: nos empodera de nossos potenciais e habilidades.

Se o quesito financeiro te afetou na crise e você não pode continuar bancando suas paixões, então busque por alternativas. Por exemplo: se você gosta de fazer trilhas, não precisa se frustrar porque não foi para a Trilha Inca ou para a Serra do Cipó, vá até algum lugar próximo de onde mora e se aventure em uma tarde de domingo! Para os que gostam de fotografar, não é porque não deu para comprar aquela super câmera que a paixão pela foto se foi, hoje existem vários aplicativos para tratar fotos nos celulares com ótima qualidade! Há também diversos grupos que fazem saídas fotográficas sem custo, além de desenvolver o olhar e aprender técnicas, tem sempre gente interessada em trocar figurinhas sobre o assunto!

Se não é momento para experienciar o “mundo ideal”, adaptação é uma das chaves para sobreviver em tempos de crise.

Não adianta se colocar como vítima do que acontece, enfrentar qualquer desafio nos faz melhores! Treinamos nossa criatividade, percebemos que nossos limites são maiores do que imaginamos, conhecemos nossa força!

Melhor que viver a maré do “reclamismo” ou pessimismo é deixar-se invadir pelas ondas de positividade!

Por Danilo España

Volta ao Mundo Walk and Talk

Logo Walk and Talk (Pequeno) Idealizadores do projeto Walk and Talk, a atriz e apresentadora Luah Galvão e fotógrafo Danilo España, viajaram por mais de 2 anos e visitaram 28 países nos 5 continentes – para entender o que move, motiva e inspira pessoas das mais variadas raças, credos, culturas e cores. Antes dessa jornada, já estudavam o tema “motivação” e agora que estão de volta ao Brasil compartilham suas descobertas através de textos  para esse e outros veículos de relevância, assim como em palestras e workshops por todo o Brasil. Descubra mais sobre o projeto: www.walkandtalk.com.br. Conheça também a página no Facebook.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s