Onde investir em 2014? Investimento em obras de arte

Essa é a clássica pergunta de final/começo de ano: onde investir? Comprar ou vender? Existe bolha imobiliária? E o dólar, vai subir ou cair?  Mas, será que alguém tem essas respostas? Como não tenho “bola de cristal” utilizo uma ferramenta muito poderosa (e que está a disposição de todos): a alocação de ativos.  De uma maneira simplificada, a alocação de ativos – como o próprio nome sugere – é uma […] <div class="read-more"><a href="https://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/mundo-do-dinheiro/2014/01/23/onde-investir-em-2014-investimento-em-obras-de-arte/" class="more-link">Leia mais</a></div>

Essa é a clássica pergunta de final/começo de ano: onde investir? Comprar ou vender? Existe bolha imobiliária? E o dólar, vai subir ou cair?  Mas, será que alguém tem essas respostas?

Como não tenho “bola de cristal” utilizo uma ferramenta muito poderosa (e que está a disposição de todos): a alocação de ativos. 

De uma maneira simplificada, a alocação de ativos – como o próprio nome sugere – é uma estratégia de diversificação dos seus investimentos. Ou seja, o seu capital deve ser alocado  – porcentualmente, e de acordo com o seu perfil – em diferentes classes de ativos. (Vamos falar muito sobre isso aqui no Blog)

Hoje eu vou abordar um tema pouco explorado no Brasil, o investimento em obras de arte. Conversei com os sócios fundadores da ArtOptions, o João Correia e a Raquel Bertolino – art advisors.

Assista ao vídeo abaixo e entenda porque o investimento em obras de arte pode ser uma boa alternativa.

 


 

Nesse vídeo você vai aprender:

– o que são ativos colecionáveis
– como funciona o mercado de obras de arte
– a dinâmica de preços das obras de arte
– obras de arte como diversificação de investimento / alocação de ativos
– valor mínimo para começar
– prazo médio de retorno
– liquidez

Gostou do conteúdo? Para ser avisado quando publicarmos um novo artigo no Blog cadastre-se aqui e não perca nada! 

Sugestão de temas, perguntas ou comentários podem ser enviados através do espaço abaixo.

Cláudia Augelli

“Se pela manhã você souber com precisão como será o seu dia, você está meio morto – quanto mais precisão, mais morto você está”. – Nicholas Nassim Taleb

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s