Em apoio às mulheres, a Havaianas vai patrocinar a surfista Tatiana Weston

Parceria coincide com a contratação de diretoras para cargos-chave na Alpargatas

A Havaianas, sinônimo da categoria chinelos, sempre esteve associada ao verão, ao lazer, ao dolce far niente. Agora, deu um passo ousado em sua construção de imagem: pela primeira vez, associou-se a um esporte. Mas não é qualquer esporte, é uma atividade que combina, e muito, com praia. A marca vai anunciar nas próximas horas o patrocínio à surfista Tatiana Weston-Webb, que irá representar o Brasil na Olimpíada de Tóquio em 2020.

Tatiana nasceu em Porto Alegre, filha da ex-bodyboarder gaúcha Tanira Guimarães e do surfista havaiano Doug Weston-Webb. Com apenas dois meses, mudou-se para o Havaí, onde mora até hoje. Ela fala português com um leve sotaque e prefere responder emails em inglês. Se você não pega onda, o nome pode não soar conhecido. Mas quem conhece o meio sabe que se trata de uma personalidade do surfe.

Tatiana tem 416 mil seguidores no Instagram e este ano estreou a quarta temporada de uma série com seu nome no Canal Off. Aos 23 anos, ela conseguiu um feito em sua carreira, assegurar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem. Detalhe: será a estreia do surfe em uma Olimpíada. Tatiana conseguiu o índice no último dia 25 de outubro, na etapa de Paniche, em Portugal, do Circuito Mundial de Surfe.

Tatiana Weston-Webb, em Maui: alta performance

Tatiana Weston-Webb, em Maui: alta performance (Laurent Masurel/Getty Images)

Os sinais da parceria já haviam sido ventilados nos últimos dias. Na sexta-feira 1 de novembro, Tatiana, que namora o surfista brasileiro Jessé Mendes, esteve na inauguração da Osklen Lab Store, no Barra Shopping, no Rio de Janeiro, um novo conceito de loja da marca de moda inspirada no surfwear. A Havaianas e a Osklen pertencem ao mesmo grupo, a Alpargatas. Pelo acordo, Tatiana também usará Osklen nos momentos de lazer.

O patrocínio à Tatiana coincide com a contratação recente de pelo menos quatro mulheres em cargos de chefia no grupo. Na sexta-feira 1 de novembro, Maria Fernanda Albuquerque despediu-se da Ambev e anunciou o novo destino profissional. Em dezembro, ela se junta ao time global de marketing na Alpargatas.

Mafê, como é conhecida, foi uma das responsáveis pelo reposicionamento da Skol. Das campanhas machistas, como era comum no segmento de cervejas, a Skol mudou o tom e passou a se posicionar em favor da diversidade. A marca passou a patrocinar a parada LGBT de São Paulo e apoiar ONGS que trabalham com inclusão racial.

Ela chega para trabalhar na equipe da publicitária Fernanda Romano, que entrou em fevereiro na Alpargatas, depois de um período de 13 anos em Nova York, primeiro como diretora executiva de canais digitais, e desde outubro como diretora global de marketing.

Também foram incorporadas nos últimos tempos ao time da Alpargatas Fernanda Schmidt, como a responsável por uma área de user experience. Para o conselho de administração chegou Stacey Brown, diretora de merchandising e acessórios da Apple – aliás, a única mulher entre os sete membros hoje do conselho.

Falamos com Fernanda Romano, diretora global de marketing, sobre o patrocínio de Tatiana pela Havaianas e os rumos da Alpargatas. “Dizer que eu não sou uma ativista pelos direitos das mulheres seria uma mentira”, diz Fernanda. “Existe historicamente uma predominância masculina em diversas áreas. Se pudermos corrigir essas distorções será bom para todos. Mas esse é um momento da empresa como um todo. A escolha da Stacey no conselho foi uma decisão do próprio Roberto Funari para o lugar dele, quando ele assumiu o cargo de CEO (em janeiro deste ano).”

Nesse contexto está a própria escolha de Tatiana como garota-propaganda. “Queríamos nos associar a alguém do surfe não pelo esporte em si, mas pelo estilo de vida que a atividade representa”, continua Fernanda. “Mesmo o universo da competição do surfe não é o mesmo que em outras modalidades. No momento da prova estão apenas o surfista, a arrebentação e a onda. É um desafio a ele mesmo.”

Campanha da Havaianas: estilo de vida relaxado Campanha da Havaianas: estilo de vida relaxado

Campanha da Havaianas: estilo de vida relaxado (Divulgação/Divulgação)

O esporte estava escolhido. Faltava encontrar o atleta. Ou a atleta. “Os homens já são muito mais conhecidos, até minha mãe sabe quem é o Gabriel Medina”, afirma Fernanda. “Fomos atrás de mulheres surfistas, e nos encantamos com a doçura da Tatiana, com sua atitude dentro e fora da água.”

As conversas com Tatiana começaram em julho – portanto, pelo menos três meses antes de ela conseguir o índice olímpico. Um sinal, portanto, de que desempenho não era essencial na escolha. “Ela é uma embaixadora natural da marca, uma pessoa relaxada. O surfe, na verdade, começa antes do mar. É na praia. E é lá o habitat natural da Havaianas.”