O que está acontecendo com os aluguéis? Como alugar rápido.

Décadas se passaram desde que os imóveis eram considerados um bom investimento

Sinônimo de solidez, real e metafórica, os imóveis eram o investimento favorito dos abastados desde o pós-guerra até o final da década de 1970. E se mostraram muito rentáveis nos anos seguintes, bem como para os felizardos herdeiros destas pessoas de visão.

Esta alta rentabilidade é vista por uma questão contábil e matemática. Repare que um imóvel de 30 anos foi construído, ou comprado, por um preço muito menor do que seria feito hoje. No caso dos herdeiros pode-se considerar que seu custo de aquisição é zero, ou uma parcela do custo do inventário.

Ou seja, se hoje você recebe um aluguel, livre de impostos e todas as taxas, de R$2.000,00 por um  imóvel que te custou R$100.000,00, então sua rentabilidade sobre o preço de aquisição é de 2% ao mês. Um ótimo negócio, não?

No entanto se você verificar e contabilizar que o valor de venda ATUAL desse mesmo imóvel, também livre de todas as taxas e impostos inerentes a uma negociação imobiliária é de R$500.000,00, então sua rentabilidade mensal cairá para 0,4% ao mês.

Além disto, está cada dia mais difícil alugar seu imóvel. Você fica sem inquilinos muito facilmente, tem que arcar com muitos custos durante a vacância e ainda demora meses para retomar o fluxo positivo.

O dilema aqui é vender ou alugar mais rápido?

Vender pode demorar ainda mais tempo e você terá a concorrência de muitos lançamentos, com showrooms decorados, etc. Mas alugar pode ser mais fácil se você usar as mesmas técnicas que os novos investidores imobiliários usam. Justamente aqueles que compram lançamentos com o propósito de alugar.

Veja esta foto de um imóvel “pronto para morar”

 (google/Site EXAME)

Você moraria em algo assim? No contrapiso, sem equipamentos mínimos como geladeira fogão e máquina de lavar? Onde você dormiria se não há cama? Me desculpem aqueles que inventaram e usam a expressão até hoje, mas isso não está pronto para morar.

Esta lacuna foi prontamente descoberta pelos novos investidores imobiliários que aumentam em muito sua liquidez quando colocam decoração e equipamentos mínimos em seu imóvel SEM aumentar o valor do aluguel.

Pessoas mais ortodoxas podem se queixar, ou arrumar justificativas como o aumento de custos, para não investirem um pouquinho mais em um imóvel que está vazio por meses. Mas a lógica disto é justamente alugar rápido e manter o fluxo positivo do dinheiro, ou seja, fazendo dinheiro de aluguel entrar e não deixar reservas saírem na forma de IPTU, condomínio e outros gastos.

Obviamente que no contrapiso ninguém aluga imóvel algum, também é claro que imóveis equipados terão maiores chances visto que a cada dia pessoas querem ter menos coisas e mais liberdade de ir e vir. Muitos potenciais inquilinos, inclusive, colocaram seus imóveis para alugar com tudo dentro e se mudaram para outros menores. Fizeram isso por diversos motivos, seja por que seus filhos já não moram consigo, ou para ficarem perto do trabalho, talvez para terem sobra de renda entre o aluguel recebido e o pago, enfim, muitas são as possibilidades.

O novo mercado imobiliário está com muita oferta e por isso muito mais dinâmico.

Mauro Calil é fundador da Academia do Dinheiro

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s