Impunidade seria a causa da tragédia de Brumadinho?

A impunidade é a maior causadora da cultura do desrespeito entre seres humanos.

A impunidade em todos os níveis é o maior incentivo para os erros humanos e desrespeito com seus semelhantes.

Quando viajo a outro país, desenvolvido e rico, volto com a certeza que a riqueza não é produzida por políticas governamentais brilhantes,  mas sim por cada célula,  cada indivíduo que habita, com civilidade e respeito, o país em questão.

Claro que o contrário ocorre quando viajo a um país de menor evolução social e econômica.  Nestes, os cidadãos transmitem aos governos a responsabilidade por tudo, como aqui que há quem peça intervenção governamental na Vale. Um retrocesso social e econômico que não consigo adjetivar.

E estas mesmas pessoas , talvez, reitero o talvez, se esquecem de respeitar filas, jogar lixo em lixeiras, respeitar leis trânsito,  devolver um troco que lhes foi dado a maior, etc, etc, etc …

A punição é necessária para a evolução social. Essa sim, vem do Estado, através do poder jurídico e da sociedade que pune com desconfiança tudo e todos que se relacionaram ao desastre.  A punição é necessária porque faz indivíduos evoluírem. Pare e pense como os acidentes de trânsito diminuíram após os radares serem instalados. Pense como os gerentes de bancos deixaram de oferecer títulos de capitalização como se fosse investimento e, também, em todo avanço nas transações comerciais após o estabelecimento do código de defesa do consumidor.

Sim os engenheiros da barragem que ruiu devem ser responsabilizados, diria que até o mestre de obras, se comprovado fosse que fez qualquer gambiarra em uma obra, deve ser responsabilizado.

Nós, em nosso dia a dia devemos fazer nosso melhor, me incluo nisso, e ter tolerância ZERO com nossas atitudes pequenas. Buscando ser melhor hoje do fomos ontem e ainda melhores amanhã, enriquecemos a nós mesmos, a nossos herdeiros e, à sociedade como um todo.

 

#academiadodinheiro  #maisdinheiro #economia #dinheiro #investimentos #maisamor #economia