Crenças limitadoras

Aprendemos desde muito cedo um ditado que diz que “é melhor ser pobre e ter saúde do que ser rico e enfermo”. Contradizendo o que diz este velho ditado, a pobreza não é a garantia de uma vida saudável e, tão pouco, a riqueza é a sentença para uma vida gasta em enfermarias. Esta frase nada mais é que um consolo para quem continuamente se frustra por não conseguir alcançar […] <div class="read-more"><a href="https://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/etiqueta-financeira/2013/03/28/crencas-limitadoras/" class="more-link">Leia mais</a></div>

Aprendemos desde muito cedo um ditado que diz que “é melhor ser pobre e ter saúde do que ser rico e enfermo”. Contradizendo o que diz este velho ditado, a pobreza não é a garantia de uma vida saudável e, tão pouco, a riqueza é a sentença para uma vida gasta em enfermarias.

Esta frase nada mais é que um consolo para quem continuamente se frustra por não conseguir alcançar a realização de seus sonhos. E normalmente a usamos em momentos em que a vida nos impõe limites e que devemos nos acalmar frente às dificuldades, pois, somente com calma conseguiremos superar os revezes e os limites que nos são impostos.

Frases como esta eu prefiro designar de crenças limitadoras, que podem atuar em toda nossa vida, e, ao invés de servirem como um calmante, servirão para aumentar nossas frustrações, promovendo uma autossabotagem, pois passamos a incorporar a crença em nossos valores, em nossas verdades conscientes ou não.

Veja como funciona: se te ofereço duas alternativas, a primeira é ter saúde, mas ser pobre, e a outra, ter dinheiro, mas viver internado. Qual você escolheria? Sabemos que o dinheiro compra o atendimento médico de qualidade, mas não a saúde, e sabemos também que com saúde, e mesmo sem dinheiro, se poderá viver muito mais plenamente que o rico em um leito de hospital, portanto a vida do pobre saudável é melhor que a do rico enfermo. A escolha é fácil.

No entanto, a vida não tem somente duas alternativas como sugere a crença limitadora. A vida tem tantas alternativas quanto sua mente quiser produzir. Dentre muitas opções, o ideal é escolher a alternativa que a crença limitadora quer ocultar. Neste caso, ser rico e saudável.

Ou seja, não é melhor ser pobre com saúde, esta situação é somente menos ruim. O melhor, de fato, é ser muito rico com muita saúde e existem alternativas ainda melhores que esta.

Muitas outras crenças limitantes sobre a formação de patrimônio volumoso e acúmulo de dinheiro e riqueza existem. Frases como o sujeito é “podre de rico” reforçam a união do ruim (podre) com a riqueza material. Quem quer ser podre?

Outra terrivel: Viva cada dia como se fosse o último. Ao seguir esta crença você viverá intensamente errado(a) toda sua vida acreditando que aquele pode ser o seu último dia. Assim, só viverá corretamente um único dia da vida, justamente o último quando nada mais importa. Tal atitude só trará restrições diárias e não satisfação a plena que se tenta alcançar acreditando no “viva o momento”. Isso ocorre pois vivendo o dia como se fosse o último, só se buscará colher e não semear. Sem semeadura as colheitas ficarão cada dia mais escassas.

Não se limite acreditando que acumulação de patrimônio não é riqueza. O equilíbrio reside nos diversos níveis patrimoniais e principalmente em você e em seu caráter firme e personalidade segura de si. Receber salário mínimo e ter equilíbrio financeiro é louvável, mas isso não te livrará dos limites apertados da falta de renda. O melhor mesmo é ter renda de R$ 50 mil, R$ 100 mil (ou quanto você sonhar) e não ter aperto algum na vida. Construa e busque mais para você e sua família, isso sim é recompensa e atitude enriquecedora.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s