Alta do bitcoin desperta atenção dos investidores

O mercado das criptomoedas está em alta e ganhando popularidade. Não só entre especuladores

Biticoin e seus parceiros vem conquistando cada vez mais espaço entre os investidores. Na última quarta-feira, o bitcoin chegou a operar com uma alta de 14%, atingindo a US$ 12.900 pela primeira vez desde janeiro de 2018.

Ainda não é o nível de quando a criptomoeda atingiu o pico de cerca de US$ 19.500 no final de dezembro de 2017. A moeda virtual, naquela ocasião, acumulou alta por seis semanas consecutivas.

Agora, o avanço, segundo analistas, foi causado por operadores nervosos que buscam se alta acumulada desde o início de abril ultrapassa 200%.

Seu índice de força relativa, um indicador de momentum, está agora muito perto da segurança em investimentos alternativos e por expectativa de que o projeto de moeda digital do Facebook, Libra, poderá impulsionar as criptomoedas.

O valor do bitcoin tem subido desde abril. Eu mesmo invisto há anos mas, para quem ainda não conhece como funcionam as moedas virtuais, é necessário fazer um estudo ou buscar a assessoria de um especialista  antes da aplicação.

O velho ditado de não colocar todos os ovos em um único cesto é importante, por isso vale diversificar o seu dinheiro optando por outros tipos de investimento como no tesouro direto e em ações.

Para quem tem R$100.000,00 ou mais, o ideal é que, inicialmente, o dinheiro seja dividido em diferentes tipos de investimentos, sem arriscar muito numa única alternativa.

Um detalhe interessante é que diferentemente dos investimentos em ações, o mercado das moedas digitais tem as suas peculiaridades em relação às negociações que não ocorrem em bolsas de valores mas, sim em “exchanges” corretoras das criptomoedas.

Estas, por exemplo, possuem horário de abertura e fechamento, enquanto que o bitcoin nunca fecha. Funciona dia e noite, durante os 365 dias do ano. No jargão do mercado 24 por 7.

Mauro Calil é Fundador da Academia do Dinheiro

Instagram @academiadodinheiro

Youtube Academia do Dinheiro