Com Covid-19, plataforma CORE 360º PRO libera acesso gratuito

A medida alcança Personal trainers, educadores físicos, fisioterapeutas e nutricionistas

Com o agravamento exponencial do contágio por coronavírus e a necessidade de reclusão generalizada, a startup digital CORE 360º PRO decidiu liberar gratuitamente o uso de sua plataforma de prescrição de treinamento físico pelo período inicial de 30 dias. A medida alcança cerca de 400 mil profissionais que trabalham no país com treinamento funcional e outras atividades físicas e esportivas (basta acessar o perfil oficial da plataforma no Instagram). A plataforma oferece acervo, a maior parte em vídeo, de exercícios, treinamentos, palestras, estudos e dicas selecionados por especialistas. Também terão acesso de graça ao curso “Fundamentos do Treinamento Funcional”, que já certificou quase 50 mil profissionais nos últimos dez anos em 250 cidades e nove países.  Under Armour, Movement (equipamentos), Vita (ortopedia e fisioterapia), Bliv (bicicletas elétricas) e Aubicon (pisos para treinamento) estão entre as parceiras a apostar na ideia.

 (Divulgação/Divulgação)

Segundo os sócios da plataforma digital lançada, o executivo do segmento esportivo Marcelo Ferreira e o preparador físico Luciano D’Elia, em meio ao cenário de sérios riscos à saúde, ameaça à vida e prejuízo sem precedente, o mercado precisa se reinventar e buscar alternativas solidárias e viáveis para o maior número de pessoas possível. “Todos os setores da sociedade foram afetados. A área do esporte e treinamento não seria diferente. A rotina das academias e das aulas presenciais paralisou. Já estávamos acompanhando a evolução da doença nos outros países com os colegas de setor e nos preparamos para tomar esta decisão. Vamos torcer para que esta crise seja mais curta do que imaginamos”, explica o preparador físico Luciano D’Elia. 

A trajetória no esporte e o diálogo com uma base de milhares de especialistas certificados estão entre os maiores ativos da plataforma que demandará investimentos iniciais de R$ 10 milhões em tecnologia, comunicação e gestão. O mercado de fitness no Brasil faturou US$ 2,5 bilhões em 2019 com quase 35 mil clubes e academias e 8 milhões de alunos (Associação Brasileira de Academias). O segmento será igualmente impactado pela presente crise que a pandemia de Covid-19 causa, mas talvez seja justamente um dos mercados a reiniciar com maior demanda da sociedade, justamente por tratar de saúde e bem estar.