País sinaliza necessidade de mais um ano para cortar déficit

Portugal precisará de mais um ano para atingir as metas orçamentárias acertadas sob o resgate de 78 bilhões de euros depois que o cenário econômico se deteriorou

Lisboa – Portugal precisará de mais um ano para atingir as metas orçamentárias acertadas sob o resgate de 78 bilhões de euros depois que o cenário econômico se deteriorou, sinalizou nesta quarta-feira o ministro das Finanças do país, Vitor Gaspar.

“É razoável imaginar que a Comissão Europeia irá propor … prolongar em um ano o tempo dado a Portugal para corrigir seu déficit orçamentário excessivo”, disse Gaspar ao Parlamento.

Gaspar afirmou que o governo discutirá a adoção de medidas orçamentárias adicionais equivalentes a 0,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) durante a próxima avaliação da economia por seus credores, que começa na semana que vem.

A necessidade de Portugal de fazer mais cortes orçamentários vem depois de uma retração da economia maior que o esperado no quarto trimestre do ano passado.

Portugal precisa cortar seu déficit orçamentário para 4,5 por cento do PIB este ano, ante 5 por cento no ano passado.

O país havia planejado reduzir ainda mais o déficit para 2,5 por cento do PIB em 2014, trazendo-o para dentro do limite de 3 por cento da União Europeia (UE).