YouTube ganha visual similar ao do app para Android e iOS

A grande diferença está, de fato, na centralização dos vídeos e das sugestões

O Google começou a liberar para todos os usuários uma nova interface da página do YouTube. O visual remete ao do aplicativo para smartphones, e é marcado pela presença de cards, utilizados em boa parte dos apps da companhia.

A reforma está longe de ser drástica, e já vem sendo implementada há algumas semanas. A grande diferença está, de fato, na centralização dos vídeos e das sugestões: no meio da tela, as linhas agora mostram os recomendados, os populares e os enviados pelos canais nos quais os usuários se inscreveram.

Essa área central, aliás, se divide entre as abas “Recomendado” e “Minhas inscrições”, facilitando o acesso a essas duas áreas.

Um menu lateral, como já acontecia antes, junta as opções para acessar outras áreas da rede social de vídeos. Ele pode ser desativado – ou escondido, se preferir – com um clique no botão ao lado do símbolo do YouTube, na parte superior esquerda. A lista também some quando a janela do navegador é reduzida, deixando o site com um visual ainda mais parecido com o do app para Android e iOS.

Listas de reprodução também ganharam mais destaque, e qualquer uma curtida ou criada aparece em “Playlists” nesse menu do lado esquerdo.

Ao abrir a coleção, a mesma centralização que domina a tela inicial “governa” a listagem de vídeos. E no caso das seleções que você mesmo cria, dá para ver que fica mais fácil reorganizar os clipes. Se quiser tirar a prova, ao menos do primeiro caso, confira as playlists do YouTube Nation, recomendadas pelo próprio site.

O curioso dessa mudança toda é a “inversão de valores” entre os sites e seus aplicativos. Antes, o primeiro influenciava totalmente o segundo – e agora, o que se vê é praticamente o contrário. De acordo com o YouTube, essa mudança se deve principalmente ao fato de os usuários estarem cada vez mais preferindo o app ao próprio site.

Para se ter uma ideia, mais da metade do tempo gasto por eles na rede de vídeos se dá nos dispositivos móveis, por exemplo. Faz sentido, então, deixar o visual mais parecido com o qual os internautas estão se acostumando.

Espera-se que a mudança de interface seja concluída nas próximas horas – ou dias, no mais tardar. Portanto, se você ainda não recebeu nem agora e nem antes (já que ela vem sendo testada há algumas semanas), não precisar se preocupar.