Twitter faz cinco anos revolucionando o mundo virtual

A plataforma de miniblogs que revolucionou o mundo virtual e ganhou uma importância social incomparável aniversaria hoje

San Francisco – O Twitter, a plataforma de miniblogs que revolucionou o mundo virtual e ganhou uma importância social incomparável, fará 5 anos na próxima semana.

Um dos criadores do site, Jack Dorsey, publicou seu primeiro “tweet” em 21 de março de 2006, onde se lia “só arrumando meu twttr”. Foi Dorsey que propôs a ideia de criar o Twitter quando trabalhava com Biz Stone e Evan Williams, da companhia de podcasting Odeo.

Desde então, o Twitter foi amplamente utilizado como um fórum para dividir informações de todo tipo, de seu restaurante favorito até denúncias às violações aos direitos civis e convocações a movimentos de revolução.

“Apesar de termos nos divertido muito sempre, acho que, no fundo, havia a ideia de que algo importante sairia dali”, explicou Stone sobre os primeiros dias do site.

“Mesmo assim, não dissemos isso em voz alta nem conversamos sobre o assunto”, acrescentou o co-fundador do Twitter em entrevista à AFP. “Nós estávamos apenas começando”.

Williams, Dorsey e Stone pensavam que seria divertido construir um serviço que permitisse às pessoas publicar mensagens de texto curtas para dividir seus pensamentos, ‘insights’ e novidades com outras pessoas.

A empresa com sede em San Francisco virou tendência depois de ser lançada na feira de tecnologia South By South West no Texas em 2007.

“South By South West abriu os nossos olhos para o fato de que tínhamos, possivelmente, criado um novo jeito de as pessoas se comunicarem em tempo real.”

Inicialmente concebido como uma plataforma para dizer ao mundo o que alguém comeu de café da manhã, o Twitter tornou-se respeitado ao ser utilizado em desastres como o terremoto no Japão e uma ferramenta de organização para defensores da democracia.

Stone acredita ser vital para o Twitter permanecer politicamente neutro, como uma plataforma tecnológica focada na comunicação aberta.

Ele viu a utilização do Twitter por revolucionários nos países árabes como uma prova de que, com as ferramentas certas, as pessoas podem se unir para o bem.

“Uma das coisas que disse à nossa equipe na ocasião foi que o Twitter seria um êxito, não necessariamente uma vitória tecnológica, mas uma vitória de humanidade”, disse Stone.

“Se tivermos sucesso, não será por conta dos algarítimos e de nossas máquinas, será pelo que as pessoas acabaram fazendo com essa ferramenta, isso é que nos torna um sucesso ou não.”

Mais de 200 milhões de pessoas usam o Twitter, publicando mais de 140 milhões de mensagens de texto de 140 caracteres ou menos diariamente. Esse limite de caracteres foi escolhido para se equiparar às mensagens de celular.