Tradicional e futurista, Tag Heuer lança relógio inteligente

Relógio inteligente da Tag Heuer chega com Android e processamento da Intel. Produto segue os padrões "suíços" de fabricação de relógios

São Paulo – A fabricante suíça de relógios Tag Heuer está lançando um produto pouco usual de seu catálogo no Brasil: um relógio inteligente. “Ele é um resumo da Tag Heuer atual: tem um pé no tradicional e outro no futuro”, afirmou a EXAME.com Christian Weissbach, presidente para Caribe e América Latina da empresa.

Um desavisado talvez sequer percebesse que o Connected Watch Modular 45 não é um relógio tradicional da Tag Heuer. Ele é fabricado com os mesmos materiais e cuidado presente nos relógios regulares. Apesar de uma proposta diferente, ele tem design semelhante aos outros produtos da marca de luxo.

Freddy Rabbat, representante da Tag Heuer no Brasil, enumera os requintes de luxo presentes no relógio inteligente da empresa. “A tela é um cristal de safira, a moldura é de cerâmica e a pulseira pode trazer couro ou titânio”, explica. Uma versão, inclusive, traz a caixa do relógio banhada em ouro rosa de 18K. No final das contas, a versão de ouro do Apple Watch pode ser confundida com um brinquedo se colocado ao seu lado.

Veja também

O uso de materiais de alta qualidade trouxe dificuldades no desenvolvimento. A criação do produto foi em parceria com a Intel. Carlos Buarque, diretor de marketing da Intel, explica a EXAME.com que o relógio é um grande trabalho de engenharia.

O titânio, por exemplo, dificulta a transmissão de ondas e da realização de conexão a redes sem fio. Em relógios que não são do setor de luxo, são usados materiais mais simples, como plástico ou aço inoxidável.

Weissbach afirma que a briga da Tag Heuer neste mercado não é com empresas como Apple ou Samsung. Se as empresas de tecnologia precisam de vendas em grandes volumes, o negócio de luxo é diferente e aposta em vendas de menores números, mas quantias mais altas.

Relógio inteligente da Tag Heuer que está disponível no Brasil

A empresa afirma que o produto, que está em sua segunda geração, tem sido bem recebido ao redor do mundo. A aposta não é em jovens, mas em pessoas de qualquer idade que têm gosto por tecnologia e pela modernidade.

Do ponto tecnológico, o relógio vem rodando Android Wear 2.0 e tem processador Intel. Ele pode se conectar a smartphones com Android e também ao iPhone. Ele ainda é completamente modular, o que permite que ele seja desmontado para substituição da pulseira ou mesmo da caixa principal.

O relógio inteligente chega ao Brasil custando a partir de 9.150 reais. O preço pode subir a depender das opções de materiais usados no corpo e nas pulseiras.