Site de Jamie Oliver volta a infectar visitantes com malware

O site do chefe de cozinha distribuiu malware pela segunda vez em menos de um mês, segundo empresas de segurança

O site do chefe de cozinha Jamie Oliver distribuiu malware pela segunda vez em menos de um mês.

Duas empresas de segurança digital, separadamente, detectaram o código malicioso na página oficial de Oliver e quem a acessou pode ter logins, senhas e outros dados expostos.

Um porta-voz confirmou à BBC que o site oficial de Jamie Oliver foi atacado por hackers, mas que o problema já está resolvido.

A página tem, em média, 10 milhões de visitantes mensalmente. “Estamos realizando uma auditoria forense para descobrir mais informações”, segundo o porta-voz.

O malware é chamado Dorkbot.ED e é capaz de observar o que os internautas fazem para roubar dados pessoais.

Além disso, atualizações de segurança são bloqueadas e as máquinas infectadas podem ser usadas para promover outros ataques.

Especialistas em segurança da Fox-IT e da Malwarebytes informaram que a página é uma “mina de ouro” para a distribuição de malware e que esta segunda ameaça é semelhante a primeira — além de ser “comum” que servidores que foram contaminados uma vez contenham vestígios da infecção.