Robôs serão mais sábios do que humanos até 2045, diz autor

Para cientista Louis Del Monte, a chamada singularidade tecnológica (quando robôs serão mais inteligentes do que homens) vem aí e pode ter graves consequências

São Paulo – Dentro de aproximadamente 30 anos, a inteligência artificial de robôs poderá ter superado a inteligência combinada de toda a espécie humana. Pelo menos, é nisso que aposta o cientista Louis Del Monte.

Ele é autor do livro “The Artifical Intelligence Revolution” (A Revolução da Inteligência Artificial, em tradução livre), lançado recentemente nos EUA. Além do tema da inteligência artificial, a obra aborda a chamada singularidade tecnológica.

O termo foi criado para denominar o momento, no futuro, em que a tecnologia vai fazer a inteligência dos robôs superar a dos seres humanos. Entre os cientistas, a expectativa é que esse momento se dê por volta de 2040. Para Del Monte, ele vai demorar mais um pouco e só vai chegar em 2045.

“Dali em diante, você vai ver que a espécie mais evoluída não será mais a humana, mas a das máquinas“, afirmou o autor em entrevista a Business Insider.

Consequências

No bate-papo, Del Monte abordou as consequências que a singularidade tecnológica pode ter. Segundo ele, a novidade será bem-vinda a princípio – já que os robôs serão vistos como ferramentas úteis e a produtividade da indústria deve aumentar dramaticamente.

“A preocupação que eu tenho é de que as máquinas nos vejam como uma espécie imprevisível e perigosa”, afirmou Del Monte. Ele lembra que, do ponto de vista dos robôs, a espécie humana pode ser facilmente identificada como instável e problemática, em função de criar guerras, ter armas de destruição em massa e desenvolver vírus de computador.

Na opinião de Del Monte, uma vez que se encaixem nesta categoria, os humanos podem virar alvos das máquinas – quase como acontece nos filmes de ficção científica. “O complicado é que as máquinas já estão aprendendo a se preservar. Se elas estão ou não conscientes disso, é um ponto discutível”, afirma o cientista.

E você, acha que os robôs podem em algum momento se voltar contra os homens? Deixe aqui sua opinião.